PESQUISA  
 
Nesta Edição
Todas as edições


CAPA

EDITORIAL (pág. 2)
"A população e os médicos não suportam mais as deficiências do SUS"


ENTREVISTA (pág. 3)
Antonio Gonçalves Pinheiro, coordenador da CT de Cirurgia Plástica do CFM


ATIVIDADES 1 (pág. 4)
Araçatuba, Franca e Jaboticabal: novos módulos de atualização profissional da Casa


ATIVIDADES 2 (pág. 5)
A retomada da Educação Médica Continuada: novo formato e novos coordenadores


ATIVIDADES 3 (pág. 6)
Levantamento DataFolha: interferências dos planos de saúde prejudicam médicos e pacientes


EXAME DO CREMESP (pág. 7)
Aprovados na prova teórica serão convocados para a prática, agendada para 10 de outubro


DOAÇÃO DE ÓRGÃOS (pág. 8)
"Não faltam doadores, mas doação”, afirma presidente da ADOTE


ÉTICA MÉDICA (pág. 10)
Saúde suplementar: empresários ignoram bem-estar de pacientes e o exercício, ético, da Medicina


GERAL 1 (pág. 11)
Movimento obteve 22% de reajuste e negociação das demais reivindicações


CFM (pág. 12)
Representantes do Estado no CFM se dirigem aos médicos e à sociedade


ESPECIALIDADES (pág. 13)
Urologistas enfrentam desafios relacionados às oportunidades e condições de trabalho


ALERTA ÉTICO (pág. 14)
Análises do Cremesp ajudam a prevenir falhas éticas causadas pela desinformação


GERAL 2 (pág. 15)
HC prestou homenagem ao ex-superintendente em 24 de setembro


GALERIA DE FOTOS



Edição 275 - 10/2010

ATIVIDADES 2 (pág. 5)

A retomada da Educação Médica Continuada: novo formato e novos coordenadores


Programa discute medicina de urgência na Capital


Público lota auditório da sede do Cremesp para discutir atendimento de urgência

O debate sobre Medicina de Urgência marcou a volta do Programa de Educação Médica Continuada à Capital. Luiz Alberto Bacheschi, presidente do Cremesp, participou da abertura do encontro – realizado no dia 25 de setembro na Sede do Cremesp –  e enfatizou alguns pontos importantes no atendimento: “Neste reencontro, os palestrantes irão focar os aspectos mais práticos, especialmente os de atualização na conduta diagnóstica e terapêutica, de modo a orientar, fundamentalmente, o médico que atende no serviço de urgência”.

O presidente apresentou também uma palestra sobre Diagnóstico e Tratamento de Acidente Vascular Encefálico, abordando as questões práticas e os procedimentos em casos agudos. Renato Azevedo Júnior, vice-presidente do Conselho, ministrou o Momento Ético, ressaltando dilemas bioéticos na medicina à luz do novo Código de Ética Médica (CEM). 


Mônica, Azevedo e Vila, durante o debate

Síncope: Diagnóstico e Tratamento foi tema de palestra do conselheiro José Henrique Andrade Vila, que além de conceituá-lo, explicou suas causas, características e diferentes enfoques. “Há necessidade de uma abordagem eminentemente clínica da síndrome, que exige, antes de tudo, história clínica minuciosa, avaliação dos antecedentes, entrevista com eventuais espectadores e cuidadoso exame físico, antes da solicitação de complexos e onerosos exames auxiliares”, orienta. Segundo Vila, “com esta metodologia, atinge-se o diagnóstico provável, que muitas vezes é benigno, em menor tempo e custo para o país”.
 
Na palestra Hipertensão Arterial e Tratamento, Vila discutiu em profundidade a questão do diagnóstico, enfatizando o aspecto de que, muitas vezes, se toleram níveis tensionais muito elevados como se estivessem na faixa aceitável. “Isso é especialmente inconveniente em portadores de deficiência cardíaca”, diz. Ele sugeriu à plateia formas de prevenção da doença: “Medidas gerais, como controle de ingestão de sal – muito presentes em refeições semiprontas –, precisam ser implementadas mais precocemente, bem como exercícios aeróbicos leves, que são também úteis, em particular, em faixas etárias mais elevadas”.

A última palestra, Labirintopatias Agudas: Diagnóstico e Tratamento, foi ministrada pela professora assistente da Santa Casa de São Paulo, Mônica Alcântara de Oliveira Santos, que discutiu os principais sintomas da doença e as novas formas de abordagem e tratamento em casos de urgência.

Clube do Fígado

A 6ª reunião deste ano do Clube do Fígado, realizada no dia 14 de setembro, na sede do Cremesp, ficou sob a coordenação da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, tendo como moderador André Gallo.

Com participação ativa da plateia, foi discutido um caso de paciente com equinococose hepática, submetido a transplante de fígado; e de outro, portador de hepatocarcinoma, submetido a uma hepatectomia direita após quimioembolização portal.

As reuniões do clube acontecem mensalmente, sempre na primeira terça-feira do mês, às 10h, e integram o Programa de Educação Médica Continuada do Cremesp.

Simpósios abordam bioética hospitalar


Público em São Mateus acompanha a palestra do Cremesp

São Mateus
O Cremesp, a Sociedade de Bioética de São Paulo e o Hospital Geral de São Mateus promoveram, em 29 de setembro, uma nova edição do encontro sobre bioética hospitalar, com palestras sobre A autonomia do paciente e o cotidiano hospitalar.

O evento, que sempre traz temas de grande interesse para profissionais de saúde que atuam no ambiente hospitalar, contou com a presença do vice-presidente do Cremesp, Renato Azevedo Júnior, e do conselheiro Reinaldo Ayer de Oliveira, também presidente da Sociedade de Bioética de São Paulo.


Mesa na Vila Nova Cachoeirinha: Ayer, Oliveira, Boyaciyan e Miriam

As palestras foram ministradas pelo médico bioeticista Gabriel Wolf Oselka, que abordou a Autonomia do Paciente; pelo padre Manoel Ramires Filho, com Relato de experiência do Comitê de Bioética do Hospital Geral de São Mateus; e por Reinaldo Ayer, que ministrou a aula Bioética no cotidiano hospitalar. Ao final das palestras, um debate com os presentes sobre os temas abordados foi coordenado pela diretora técnica do hospital, Maridite Cristovão Gomes de Oliveira.

Vila Nova Cachoeirinha
A abertura do Simpósio de Bioética do Cremesp, promovido na Maternidade Escola Vila Nova Cachoeirinha, no dia 15 de setembro, contou com a participação do conselheiro e corregedor, Krikor Boyaciyan, do diretor do hospital, Augusto de Oliveira, da diretora clínica, Miriam Ribeiro de Faria Silveira, e do conselheiro e presidente da Sociedade de Bioética de São Paulo, Reinaldo Ayer de Oliveira, que ministrou a palestra Conceito de Bioética.

Também proferiram palestras Gabriel Wolf Oselka (Limites da Viabilidade Perinatal e Reanimação Neonatal em Situações Especiais) e Cristião Fernando Rosas (Abortamento: Questões Éticas e Legais).

Encontros do Cremesp

Em razão das mudanças inseridas no Novo Código de Ética Médica – que passou a vigorar a partir do dia 13 de abril deste ano –, o Cremesp promoveu diversos encontros no mês de setembro para esclarecer as dúvidas dos médicos.

Os encontros ocorreram em Catanduva (dia 1°); no Centro de Referência de DST/AIDS de São Paulo (2); na Universidade de Taubaté (8); no Hospital Oswaldo Cruz (15); na sede do SAMU (16); no Hospital Darcy Vargas (17); no Instituto Butantã (20); na Câmara Municipal de Osasco (23); e no Hospital de Retaguarda Francisco de Assis, em Ribeirão Preto (29).



Este conteúdo teve 580 acessos.


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 8h às 20h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2020 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 140 usuários on-line - 580
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior