PESQUISA  
 
Nesta Edição
Todas as edições


CAPA

EDITORIAL (pág.2)
João Ladislau Rosa - Presidente do Cremesp


ENTREVISTA (pág.3)
Eleuses Paiva


EPIDEMIA (pág.4)
O avanço da dengue no país


ANUIDADES 2014 (pág.5)
Desconto para pessoas físicas é mantido


SAÚDE SUPLEMENTAR (pág.6)
Honorários médicos: novidades à vista


ESCOLA PAULISTA DE MEDICINA (pág.7)
O legado histórico da EPM


EXAME DO CREMESP (pág.8)
Avaliação obrigatória contou com mais de 3 mil participantes


EXAME DO CREMESP (pág.9)
Depoimentos dos estudantes


MAIS MÉDICOS (págs.10 a 11)
MPF e MPT investigam Mais Médicos


FISCALIZAÇÃO (pág.11)
Resolução CFM 2.056/13


COLUNA DOS CONSELHEIROS DO CFM (pág.12)
Artigos dos representantes de SP no Federal


AGENDA DA PRESIDÊNCIA (pág.13)
Políticas públicas para cargos e salários


JOVENS MÉDICOS (pág.15)
O registro de títulos no Cremesp


BIOÉTICA (pág.16)
Conflitos de interesse


GALERIA DE FOTOS



Edição 309 - 11/2013

JOVENS MÉDICOS (pág.15)

O registro de títulos no Cremesp


Recém-formados devem registrar especialidade junto ao Conselho

Médico é considerado especialista apenas após o devido registro de seu título no Conselho


Os médicos recém-formados devem registrar suas especializações junto ao Cre­mesp, alerta o conselheiro Nívio Moreira Júnior, coordenador da Câmara Te­mática dos Jovens Médicos do Conselho (veja box). Dessa forma, a especialidade é incorporada ao registro profissional e se torna de conhecimento público de que o médico está apto a exercê-la e declará-la.

Segundo Moreira, “o médico, após terminar a Residência ou passar na prova de títulos da Associação Médica Brasileira (AMB), deve fazer o registro da especialidade no Cremesp para configurar como especialista. Esse procedimento é extremamente importante”.

Ele ainda ressalta que o médico deve ter seu registro de especialidade em dia para evitar eventuais divergências de informação. “Por exemplo, caso um paciente ou um hospital queira checar o registro do médico junto ao Cre­mesp, o título deve constar juntamente com a inscrição profissional de médico no CRM. Isso já é praxe em muitos serviços”, comenta.

Não há outra maneira de se obter o registro profissional de médico no Estado de São Paulo senão junto ao Cremesp. “E, muitas vezes o médico não recebe a orientação de que deve fazer o registro do título no CRM também para se declarar especialista”, afirma. Para isso, deve apresentar seus títulos na sede ou delegacias do Con­selho, com cópia, e levar sua carteira de médico para ser feita a cer­tificação. Nenhuma sociedade de especialidade ou mesmo o Ministério da Educação encaminha ao Cremesp a lista de novos especialistas para fins de registro profissional.

 



Câmara Temática

Integrar e inserir os jovens profissionais no debate sobre a Medicina e abrir espaço para que discutam o exercício da profissão e seus rumos é a intenção da nova Câmara Temática dos Médicos Jovens, criada pelo Cremesp. A Câmara foi aprovada em sessão plenária no dia 8 de outubro e será coordenada pelo conselheiro Nívio Moreira Júnior.

Moreira acredita que essa é uma oportunidade para que os médicos jovens sejam ouvidos e que apresentem sugestões ao Conselho. “A visão dos novos médicos sobre a atuação profissional é extremamente válida para a constante luta do Cremesp pela Saúde”, afirma.

A nova Câmara terá sua primeira reunião ainda em dezembro.

 
 


 

Conselheiro do Cremesp é o novo presidente da associação internacional de Jovens Médicos


Moreira (ao centro) com a nova diretoria da JDN no Brasil 


O Junior Doctors Network (JDN), grupo criado em outubro de 2010 e composto por jovens médicos que se filiaram à Associação Médica Mundial (WMA), tem como novo presidente brasileiro o conselheiro do Cremesp Nívio Mo­reira Júnior. Ele foi eleito por votação direta de médicos residentes de diferentes países para a gestão até 2014.

A JDN realizou um encontro no Brasil, em Fortaleza (Ceará), nos dias 14 e 15 de outubro. Na ocasião, além da discussão de assuntos co­mo saúde global, residência médica, condições de segurança no trabalho e migração de médicos, foi celebrada a posse do novo presidente, que recebeu os cumprimentos do alemão Thorsten Hor­nung, seu antecessor.

“Trabalhei durante três anos com o JDN e realizei diversas atividades no Brasil para impulsionar a participação dos médicos jovens na entidade, tanto aqui quanto na América Latina. Agora, quero continuar o trabalho que tem sido feito no último ano”, afirmou o novo presidente.

Otmar Kloiber, secretário-geral da Associação Médica Mundial, participou do encontro e destacou a importância da Ju­nior Doctors ser composta por médicos capazes de estimular um amplo debate sobre o exercício da Medicina, favorecendo a inter­­relação profissional.

A rede mundial da JDN, composta por representantes de 16 países, busca o aprimoramento por meio do relato de experiências dos médicos jovens em suas entidades nacionais de origem. Em nível global, discute a qualidade do treinamento na Residência Médica, o risco da exposição do jovem residente em sua jornada de trabalho (envolvendo excesso de carga de trabalho, acidente etc), o intercâmbio profissional, pesquisa científica e a formação de novas lideranças médicas.

 


Este conteúdo teve 458 acessos.


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 7h às 21h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2020 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 449 usuários on-line - 458
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior