PESQUISA  
 
Nesta Edição
Todas as edições


CAPA

EDITORIAL (pág. 2)
Bráulio Luna Filho, presidente do Cremesp


ENTREVISTA (pág. 3)
José Otávio Costa Auler Júnior


RESIDÊNCIA MÉDICA (Pág. 4)
Movimento Nacional de Valorização da Residência Médica


EXAME DO CREMESP (Pág. 5)
11ª Edição


INSTITUIÇÕES DE SAÚDE (pág. 6)
Transplante renal


TRABALHO MÉDICO (Pág. 7)
Carreira Médica


SUS (Págs. 8 e 9)
CPMF


ÓRTESES E PRÓTESES (Pág. 10)
Seminário: A relação entre os médicos e a indústria farmacêutica


AGENDA DA PRESIDÊNCIA (pág. 11)
VII Congresso de Bioética de Ribeirão Preto


EU, MÉDICO (pág. 12)
Raymundo Azevedo Neto


JOVENS MÉDICOS (pág. 13)
Ética Médica


CONVOCAÇÕES (pág. 14)
Informações úteis ao profissional de Medicina


BIOÉTICA (pág. 15)
Como proceder na morte encefálica?


GALERIA DE FOTOS



Edição 329 - 09/2015

EXAME DO CREMESP (Pág. 5)

11ª Edição


Conheça as regras para a prova do dia 18 de outubro


Resultados gerais do Exame sairão em janeiro de 2016


Inscrições, exclusivamente no site da Fundação Carlos Chagas,
irão até o dia 25 de setembro

 

Formandos do sexto ano ou do 12º período de Medicina, assim como médicos recém-formados, têm até o dia 25 de setembro para realizar a inscrição – pela internet – no Exame do Cremesp de 2015, de acordo com edital publicado no Diário Oficial do Estado, no dia 21 de agosto. As inscrições são gratuitas.

Para participar do exame, é necessário que os candidatos estejam cursando faculdades de Medicina reconhecidas pelo MEC, e que os já formados em anos anteriores – inclusive de outros Estados – tenham assinado termo no CRM para realizar a prova deste ano. É necessário anexar o documento, no ato da inscrição online, para comprovar essa condição.

Para inscrever-se, os candidatos deverão: acessar o site www.concursosfcc. com.br; preencher o formulário de inscrição, indicando a cidade na qual pretende realizar a prova; transmitir os dados pela internet; e enviar o documento comprobatório da situação de formando ou recém-formado no respectivo link.

A aplicação da prova está prevista para o dia 18 de outubro (domingo), com duração de cinco horas. Serão considerados habilitados os formandos ou recém-formados que acertarem, pelo menos, 60% das questões da prova objetiva.

O mau desempenho ou eventual reprovação não serão impeditivos para o registro, que é um direito legalmente estabelecido de todos os médicos portadores de diploma de graduação.
 


Questões abrangem áreas essenciais da Medicina

A prova, desenvolvida pela Fundação Carlos Chagas, consiste em teste cognitivo abrangendo as áreas essenciais da Medicina. Com 120 questões de múltipla escolha nas áreas de Clínica Médica, Clínica Cirúrgica, Pediatria, Ginecologia e Obstetrícia, Saúde Pública, Epidemiologia, Saúde Mental, Bioética e Ciências Básicas (Fisiologia, Bioquímica, Microbiologia e Parasitologia, Biofísica e Bio­logia Molecular).

“O exame avalia se o estudante de Medicina adquiriu, durante sua formação, os conhecimentos necessários para exercer a profissão com autonomia e responsabilidade”, explica Bráulio Luna Filho, presidente do Cremesp.

“Há mais de dez anos, o Conselho defende a adoção de uma avaliação externa para egressos de Medicina, em função da formação insuficiente oferecida pelas escolas”, comenta Luna Filho.
 


Normas para participação

É preciso estar atento às regras da aplicação da prova para não perder o direito ao comprovante de participação:

- O candidato que apenas assinar a prova (não respondendo às questões) ou apresentar inconsistência nas respostas (excesso de anotação em única alternativa ou, ainda, ausência de respostas em volume acima do razoável, por exemplo), não obterá o documento de participação;

- Não obtendo a nota mínima instituída pelo Cremesp, o recém-formado poderá realizá-la novamente nos anos subsequentes, até que obtenha o índice previamente determinado. Os resultados individuais são confidenciais, revelados única e exclusivamente aos participantes;

- Egressos de escolas médicas de outros Estados, sem inscrição em CRM, poderão requerer inscrição no Cremesp para participar do Exame do Cremesp;

- Não precisam realizar a prova médicos que já possuem inscrição em outros Conselhos Regionais, ou que solicitam inscrição secundária ou transferência definitiva para o Cremesp; os que concluíram o curso de graduação em Medicina no exterior; ou os que se formaram no País, antes de 2012, e ainda não solicitaram inscrição primária;

- O não comparecimento à prova, qualquer que seja o motivo, caracterizará desistência do candidato e resultará em sua eliminação do exame.
 

Onde realizar a prova

A prova será aplicada nas cidades de São Paulo, Botucatu, Campinas, Marília, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santos, São Carlos, São José do Rio Preto e Taubaté, conforme opção indicada pelo candidato no formulário de inscrição.

A confirmação da da­ta e as informações sobre horários e locais serão divulgadas no site da Fundação Carlos Cha­gas www.concursosfcc.com.br, por meio do edital de convocação para provas, e de cartões informativos, que serão encaminhados por e-mail.
 


Exame é diferencial para Residência e trabalho


Diversas instituições de ensino e de saúde do Estado de São Paulo já reconhecem o Exame do Cremesp como instrumento de avaliação da qualidade de ensino médico e passarão a adotá-lo como critério para programas de Residência ou postos de trabalho. Entre essas instituições estão as faculdades de Medicina da USP (de São Paulo e de Ribeirão Preto), Unifesp, do ABC, a PUC de Campinas e a Santa Casa de São Paulo, que irão adotar o Exame como critério de seleção de candidatos para o programa de Residência Médica.

A Unimed de Campinas e de Ribeirão Preto se comprometeram a considerar o exame para seleção de novos cooperados e credenciamento de médicos, em atendimento à sugestão feita pelo presidente da Federação das Unimeds do Estado de São Paulo (Fesp), José Martiniano Grillo.

De acordo com o superintendente de ensino do Instituto Sírio Libânes de Ensino e Pesquisa, Roberto de Queiroz Padilha, “o processo de inclusão do Exame do Cremesp como indicativo para pontuação dentro da entrevista já foi aceito pelos programas de Residência do hospital”.

Baseado na experiência do Cremesp, o Conselho Regional de Medicina do Estado de Rondônia (Cremero) irá adotar um instrumento de  avaliação anual da formação dos profissionais ainda neste ano.

 

 


Este conteúdo teve 505 acessos.


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 7h às 21h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2020 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 421 usuários on-line - 505
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior