PESQUISA  
 
Nesta Edição
Todas as edições


CAPA

EDITORIAL (pág. 2)
Mauro Gomes Aranha de Lima


ENTREVISTA (pág. 3)
Lígia Bahia


INSTITUIÇÕES DE SAÚDE (pág. 4)
Instituto de Oncologia Pediátrica


SUS (Pág. 5)
Subfinanciamento da saúde


ÉTICA MÉDICA 1 (pág. 6)
Novo CEM


TRABALHO MÉDICO (pág. 7)
Falta ao plantão


EXAME DO CREMESP (págs. 8 e 9)
Avaliação acadêmica


ÉTICA MÉDICA 2 (pág. 10)
Comissões de Ética


AGENDA DA PRESIDÊNCIA (pág. 11)
Simpósio


EU, MÉDICO (pág.12)
Rachel Esteves Soeiro


JOVENS MÉDICOS (pág. 13)
Saúde dos residentes


CONVOCAÇÕES (pág. 14)
Editais


BIOÉTICA (pág. 15)
Vida & Morte


GALERIA DE FOTOS



Edição 341 - 10/2016

ÉTICA MÉDICA 2 (pág. 10)

Comissões de Ética



Eleitas novas comissões éticas em hospitais
e instituições de saúde

Centro de Bioética do Cremesp criou Grupo de Trabalho para orientar colegas quanto ao funcionamento das comissões

 

As eleições para as Comissões de Ética Médica (CEM) foram realizadas no dia 18 de outubro (Dia do Médico) em hospitais e instituições de todo o País onde atuam 16 ou mais profissionais da Medicina.

Estabelecidas em resoluções, como a CFM nº 1.657/2002 (alterada parcialmente pela Resolução CFM nº 1.812/2007) e Cremesp nº 83/1998, as eleições das CEM acontecem nos anos pares, sempre na mesma data.

Consideradas um braço de apoio de extrema importância para o Cremesp, essas comissões dão sustento para a boa prática do exercício da Medicina dentro dos hospitais e permitem que os médicos se reportem ao Conselho sobre possíveis denúncias.


Grupo de Trabalho

Para apoiar esse público essencial – membros das CEM, consideradas parte dos Conselhos nos hospitais e clínicas –, o Centro de Bioética do Cremesp, coordenado pelo conselheiro Reinaldo Ayer, instituiu Grupo de Trabalho (GT),  cujas funções iniciais correspondem a divulgar a importância do pleito, em campanha de conscientização, e a orientar colegas quanto ao funcionamento das CEM.

Reunido quinzenalmen­te, o GT é formado por delegados do Cremesp. É coordenado por Oswaldo Benedito Morelli, da Delegacia Regional de Sorocaba, e secretariado por Beatriz Helena de Paula Cabral, da Delegacia Metropolitana Oeste.

De acordo com Ayer,  as Comissões de Ética Médica fazem parte de um processo de revitalização das relações entre o Conselho e os médicos em seus locais de trabalho. “A maio­ria dos médicos tem como um de seus ambientes profissionais o hospital, onde não apenas exerce sua profissão, mas também mantém um relacionamento próximo dos pacientes, dos médicos e outros profissionais da saúde”, explica. Para o coordenador, a participação dos médicos nas Comissões – e nas eleições –, tem como função primordial o contato do profissional da saúde com os aspectos éticos do exercício da profissão.


Código que norteia vida acadêmica é entregue a estudantes de Medicina

O Código de Ética Médica do Estudante de Medicina (CEEM) foi entregue aos acadêmicos do curso de Medicina do Centro Universitário São Camilo, durante evento promovido pelo Cremesp, no dia 22 de setembro, e realizado na instituição de ensino. O coordenador da Câmara Temática do Médico Jovem do Cremesp, Nívio Lemos Moreira Júnior, e o vice-corregedor, Aizenaque Grimaldi de Carvalho, representaram o Conselho na cerimônia.

Grimaldi enfatizou que, desde os bancos da universidade, mesmo antes da formatura, a responsabilidade do acadêmico de Medicina já se faz presente. “O acesso ao Código de Ética Médica voltado para o aluno é de fundamental importância para nortear o exercício ético da profissão na realidade do dia a dia”, disse. Ele ressaltou que:  “não é função do Conselho somente julgar ou punir, mas orientar e educar o médico para que ele atue com ética durante sua vida profissional”.

Formação humanista

O coordenador da Câmara Temática observou que o CEEM foi proposto pelos próprios acadêmicos, revisto por médicos especialistas no assunto e pelos próprios conselheiros do Cremesp. “Nosso objetivo principal, com esta publicação, é que ela se torne um guia moral para o estudante, atue na sua formação humanista e na busca incessante pela qualidade no exercício da profissão, evitando a graduação de médicos despreparados para o atendimento dos pacientes”, declarou.

Moreira Júnior também abordou o trote solidário, com o qual os veteranos devem receber os novos alunos do curso de Medicina. “É inadmissível que um futuro médico receba seus colegas com violência”, orientou.

Todos os presentes receberam um exemplar do CEEM. Novos encontros em escolas médicas serão realizados pelo Cremesp com alunos de outras faculdades de Medicina, a fim de divulgar a publicação.



Homenagem 50 anos

Médicos são laureados pelo Cremesp



Conselheiro Bin com alguns dos homenageados
em Ribeirão Preto

Os médicos com mais de 50 anos de exercício profissional foram homenageados pelo Cremesp, em cerimônias realizadas pelas delegacias regionais. As solenidades abrangeram as regiões de Ribeirão Preto, Bauru, Jaú, São José dos Campos, Taubaté e Campinas, e foram realizadas nos dias 3, 10 e 19 de outubro. Novas datas estão sendo programadas para as demais localidades.

“É uma simples homenagem em reconhecimento pelo trabalho executado ao longo de todos esses anos”, diz Eduardo Luiz Bin, conselheiro do Cremesp e responsável pela delegacia de Ribeirão Preto, que coordenou a cerimônia em sua cidade. Para Bin, “esses médicos, no início de suas carreiras e mesmo sem muitos recursos, usaram de toda a habilidade clínica para conquistar a confiança dos pacientes e de seus familiares, mantendo-se dentro da ética profissional “.

Por essa louvável trajetória, os laureados receberam diplomas e medalhas, que foram entregues por membros da família dos médicos.  Isac Jorge Filho, delegado do Cremesp, fez um discurso, representando os homenageados. Ao final da cerimônia, foi promovida uma confraternização entre os presentes.

Em Bauru e Jaú, o evento foi coordenado por Carlos Alberto Monte Gobbo; em São José dos Campos e Taubaté, por Silvana Maria Figueiredo Morandini; e, em Campinas, por Silvia Helena Rondina Mateus, Denise Barbosa e Luiz Antônio da Costa Sardinha.


Isac Jorge discursou em nome dos homenageados

 

 


Este conteúdo teve 491 acessos.


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 7h às 21h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2020 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 386 usuários on-line - 491
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior