PESQUISA  
 
Nesta Edição
Todas as edições


CAPA

EDITORIAL
O Encontro de Esperanças - Editorial de Isac Jorge Filho


ENTREVISTA
O convidado desta edição foi Jorge Machado Curi, presidente da APM


GERAL 1
A obrigatoriedade da revalidação de títulos de novos especialistas


AVALIAÇÃO DO ENSINO
Acertada data para a segunda fase da avaliação formandos em Medicina: 21/12


HONORÁRIOS MÉDICOS
Em foco o atual sistema de pagamento das entidades filantrópicas


FÓRUM
Acompanhe uma sinopse do I Fórum Regulamentador de Publicidade Médica


ATUALIZAÇÃO
A presença de corpos estranhos na cavidade abdominal


ENCONTRO DOS CONSELHOS
Destaques do encontro dos CRMs do Sul/Sudeste: formação médica e mercado de trabalho


EM DEFESA DO SUS
Em discussão, o orçamento da Saúde para o próximo ano, 2006


ARTIGOS
José Marques Filho escreve sobre "Novos desafios éticos"


AGENDA
Destaque: Krikor Boyaciyan é o novo presidente da Sogesp


NOTAS
Alerta Ético sobre a atuação do Perito Médico


GERAL 2
Parecer: cirurgião do aparelho digestivo pode realizar endoscopia cirúrgia?


ALERTA AOS MÉDICOS
Informe Técnico do CVE alerta os médicos sobre a febre maculosa


GALERIA DE FOTOS



Edição 219 - 11/2005

AVALIAÇÃO DO ENSINO

Acertada data para a segunda fase da avaliação formandos em Medicina: 21/12


Prova prática será no dia 21 de dezembro


Para a segunda etapa serão convocados 686 alunos que obtiveram
mais de 60% de acertos na primeira fase

A segunda etapa da avaliação dos estudantes de sexto ano e recém-formados em Medicina será no dia 21 de dezembro de 2005, quarta-feira. Trata-se de uma prova prática para avaliar conhecimentos, habilidades e aptidão no exercício da medicina. Serão apresentadas, por meio de imagens em computador, 40 situações  que irão simular problemas práticos das ocorrências clínicas mais comuns: atendimentos de emergência, procedimentos médicos, realização e leitura de exames diagnósticos, dentre outras situações. O participante deve demonstrar habilidade em realizar o diagnóstico e decidir pela conduta mais  adequada de acordo com cada situação.

Conforme as regras divulgadas previamente, todos aqueles que acertaram pelo menos 60% das questões na primeira etapa foram habilitados para a segunda. Passaram à segunda fase 686 participantes (68,4% daqueles que prestaram a primeira etapa). A convocação para a prova prática será feita por correspondência.

A primeira etapa, no dia 9 de outubro de 2005, contou com 1.003 participantes, estudantes de sexto ano e recém-formados, sendo que 88% dos inscritos prestaram o exame. Dentre as 26 escolas de Medicina em atividade do Estado, 23 delas têm, juntas, em 2005, 2.197 estudantes no sexto ano. As outras três, abertas recentemente, ainda não chegaram ao sexto ano. Ou seja, quase a metade dos formandos de 2005 se inscreveu na avaliação do Cremesp.

Conteúdo da prova
A organização das provas está a cargo da Fundação Carlos Chagas, entidade com larga experiência em concursos públicos. O exame foi programado para ser realizado em duas fases. A primeira foi uma prova cognitiva, com 120 questões nas seguintes áreas: Pediatria, Ortopedia, Ginecologia e Obstetrícia, Cirurgia Geral, Clínica Médica, Saúde Pública, Saúde Mental, Bioética e Ciências Básicas.

Foram verificadas taxas de acertos inferiores a 10% em nove questões, dentre as 120 que compuseram a prova, o que demonstrou que o conteúdo não expressava aquilo que se deve exigir do estudante de sexto ano. Por isso, estas questões foram atribuídas como acertos a todos os participantes.

Participação das escolas
Apesar da grande adesão ao exame, a distribuição dos estudantes não foi homogênea entre as diversas faculdades de Medicina. Várias escolas estiveram representadas na avaliação por um número expressivo de formandos. Para as escolas que tiveram baixa participação no exame, não se pode inferir genericamente os resultados desta primeira fase. Somente com a continuidade deste projeto e a consolidação de uma série histórica de exames nos próximos anos será possível uma avaliação mais detalhada de cada escola, capaz de apontar as melhores alternativas para o aperfeiçoamento da formação médica.

IMPORTANTE

Avaliação do Ensino - Segunda Etapa
Dia: 21 de dezembro, quarta-feira
Horário e local:
a serem definidos

- A prova prática será realizada apenas em São Paulo.
- A convocação e outras informações serão enviadas pelo Correio.
- Todos os participantes, da primeira e segunda fases, receberão menção de agradecimento do Cremesp. Os participantes aprovados na segunda etapa receberão, além disso, o correspondente certificado.

Cremesp esclarece resultados

Tendo em vista informações equivocadas veiculadas pela imprensa sobre os resultados da primeira etapa do exame, o Cremesp divulgou a seguinte Nota Oficial no dia 24 de novembro na “Folha de S. Paulo” (págima B 7) e na “Tribuna de Santos”.

Nota oficial

AVALIAÇÃO DOS ESTUDANTES DO SEXTO ANO E RECÉM-FORMADOS EM MEDICINA NO ESTADO DE SÃO PAULO

Recente pesquisa do Ibope revelou o índice de confiança da população em 18 instituições e categorias profissionais atuantes no País. Resultado: 81% dos brasileiros confiam nos médicos, a profissão mais bem avaliada.

Trata-se de um justo reconhecimento àqueles que muitas vezes estão submetidos a condições precárias de trabalho e de remuneração.

No entanto, para quem atua com a preservação da saúde e da vida, essa confiança não é suficiente. Devemos nos empenhar para que todos os pacientes confiem em seus médicos. É obrigação do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp), que congrega cerca de 90 mil médicos, lançar mão de todos os meios para fiscalizar e assegurar a ética e a qualidade da prática médica.

O Cremesp fiscalizou os serviços de saúde nos quais os estudantes de Medicina realizam estágio. A metade deles não funciona em condições adequadas para o ensino. O Conselho tem registrado crescente número de denúncias, muitas das quais decorrentes da má formação médica. Diante disso, decidiu promover uma avaliação experimental dos recém-formados e estudantes do último ano de 23 faculdades de Medicina do Estado. Organizada pela Fundação Carlos Chagas, a primeira etapa aconteceu no dia 9 de outubro e contou com 1.003 estudantes, superando todas as expectativas. Foram habilitados para a segunda fase, exame prático, 68,4% dos participantes, que acertaram mais de 60% da prova.

O Cremesp esclarece que não “reprovou”, nem estabeleceu ranking de escolas, no comunicado que distribuiu à imprensa em 17/11. Devido ao número reduzido de alunos provenientes de algumas faculdades e sem o resultado da segunda etapa, não é possível essa conclusão. Estas considerações estão disponíveis em EXAME CREMESP 

Ressaltamos que o exame tem caráter voluntário e não tem similaridade com o “Exame de Ordem” da OAB. Não é, portanto, um exame obrigatório, capaz de impedir que os avaliados obtenham o registro no Cremesp.

Reafirmamos nossa convicção de que o exame proposto é um importante instrumento na busca da melhor formação dos médicos brasileiros.

Agradecemos aos alunos e recém-formados que voluntariamente participaram da primeira etapa e solicitamos a todos os convocados que compareçam à prova prática.

Por fim, o Cremesp reafirma seu compromisso de lutar contra a abertura indiscriminada de cursos de Medicina e de apontar as melhores alternativas para a melhoria do ensino.

A população precisa de bons médicos, comprometidos com a tarefa ética, humana e técnica da boa Medicina.

ISAC JORGE FILHO
Presidente do Conselho Regional de Medicina  do Estado de São Paulo


Este conteúdo teve 529 acessos.


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 8h às 20h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2020 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 178 usuários on-line - 529
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior