PESQUISA  
 
Nesta Edição
Todas as edições


CAPA

EDITORIAL
Hora de agradecer - Editorial de Isac Jorge Filho


ENTREVISTA
A presidente do Conselho Regional de Farmácia é a entrevistada desta edição


BALANÇO 1
Acompanhe as atividades do Cremesp de janeiro de 2005 a março de 2006


BALANÇO 2
Gestão de Isac Jorge Filho: 15 meses de intenso ritmo de trabalho


BALANÇO 3
Gestão de Isac Jorge Filho: 15 meses de intenso ritmo de trabalho


BALANÇO 4
Gestão de Isac Jorge Filho: 15 meses de intenso ritmo de trabalho


ATIVIDADES DO CONSELHO
Destaque para os encontros regionais do Cremesp no interior


LEGISLATIVO
Cremesp apóia o PL 856/05, que proíbe cartões de descontos de funerárias


AGENDA
A presença do Conselho em eventos de importância para a classe médica


TOME NOTA
O Alerta Ético desta edição aborda o exagero no diagnóstico


GERAL
Cursos e Eventos, Súmulas, Pesquisas. Atualize-se!


HOMENAGEM
Nelson Okano: referência ética em decisões difíceis


GALERIA DE FOTOS



Edição 223 - 03/2006

EDITORIAL

Hora de agradecer - Editorial de Isac Jorge Filho


Hora de agradecer
Isac Jorge Filho*

Chegamos ao fim de um mandato de quinze meses. A nossa filosofia de trabalho foi bem definida no discurso de posse. Procuramos aproximar o Conselho dos colegas e da comunidade. Mantendo a eficiência conseguida ao longo dos anos na tarefa judicante, buscamos contatos políticos com o Legislativo, Executivo, Judiciário e entidades da sociedade civil, na certeza de que, isoladamente, não é possível lutar pelos nossos objetivos. Estivemos com ministros, secretários de Estado e presidentes de legislativos na Capital Federal, na Capital paulista e no Interior. Chegamos a fazer uma reunião plenária do Cremesp na Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo.

O Conselho passou a receber com freqüência visitas de autoridades federais, municipais e federais. Estabelecemos vários convênios importantes, como os celebrados com a Secretaria de Estado da Saúde e com a Assembléia Legislativa, entre outros. Também buscamos aproximação com as comunidades, por meio de um Programa de Educação em Saúde Pública, iniciado em Presidente Prudente. Com relação aos colegas, ampliamos as funções do Conselho pelo estabelecimento de um Programa de Educação Continuada, visando o grande contingente médico que encontra dificuldades de acesso à atualização de conhecimentos. Procuramos nos aproximar de um conjunto de profissionais que merece um olhar especial, os médicos residentes, celebrando um convênio que possibilita à Associação dos Médicos Residentes do Estado de São Paulo – Ameresp ter sua sede nas dependências do Cremesp, e oferecendo infra-estrutura para que possa funcionar com maior eficiência.

Também procuramos nos aproximar dos outros Conselhos de Medicina, especialmente por afinidades regionais, como os do Sul e Sudeste, com os quais estabelecemos, além dos encontros regionais, reuniões mensais para discussão de temas comuns de interesse da categoria. O Cremesp atendeu também a convites de conselhos de vários Estados para palestras e troca de experiências. Também disponibilizou amplamente sua experiência e infra-estrutura para vários conselhos que enviaram representantes a São Paulo. Devo fazer uma referência e um agradecimento especial ao Conselho Regional de Medicina de Roraima pela homenagem prestada ao Cremesp, por meio de uma comenda.

Com o Conselho Federal de Medicina o convívio foi também amplo e respeitoso, tanto com a instituição como com seus conselheiros. Buscamos também estreitar laços de fraternidade com os outros conselhos da área da saúde e, nessa linha, iniciamos uma série de reuniões, primeiramente no Cremesp e, depois, revezando os locais com reuniões nos conselhos de Fisioterapia e de Farmácia. Encontramos excelentes parceiros e constatamos o quanto temos de lutas comuns para encetar, iniciando com o trabalho ligado ao financiamento do Sistema Único de Saúde. Já passou da hora de percebermos que, enquanto brigamos entre nós, o trabalho de todos na área da saúde vai sendo cada vez mais e mais depreciado e aviltado.

Referências especiais devem ser feitas com relação a alguns aspectos. O primeiro é representado pela nossa insistência na manutenção da filosofia da Unidade Médica, com reuniões semanais, às terças-feiras, no Cremesp. A importante união de propósitos e ações entre Cremesp, Simesp, APM e Academia de Medicina deverá culminar na sonhada Federação das Entidades Médicas do Estado de São Paulo que, certamente, ampliará em muito a força de luta da categoria médica. Um outro trabalho muito importante esteve ligado à preocupação com a qualidade da formação médica. A fiscalização dos locais onde estudantes de Medicina realizam estágio no Estado de São Paulo mostrou aspectos preocupantes a serem corrigidos urgentemente.

A experiência inicial com a avaliação externa dos egressos das faculdades de Medicina do nosso Estado levantou, em nível nacional, a discussão sobre a qualidade de formação de médicos. Chamamos a atenção que a ausência de reprovações nas faculdades de Medicina coloca ressalvas na avaliação interna como único meio de aferir a qualidade. O festival de matrículas de estudantes que não passaram por vestibular, a maioria deles provenientes de escolas médicas do exterior, de qualidade duvidosa, é outro dado preocupante. O exame, opcional, foi prestigiado por um número relevante de egressos e permitiu algumas conclusões que serão discutidas com o aparelho formador. Paralelamente, um grupo tem estudado a possibilidade de desenvolver mecanismos de Acreditação de Faculdades de Medicina.

Durante esses quinze meses o Cremesp manteve ativas e fortes suas campanhas: contra a abertura de faculdades de Medicina e contra a propaganda indiscriminada de bebidas alcoólicas nos meios de comunicação. Por fim, dentro da limitação deste espaço, eu não poderia deixar de fazer uma citação particular a uma das medidas que me são mais caras: a criação do Centro de Dados (Cedad). O fato marca um novo momento na história do Conselho, uma vez que dados precisos e completos são fundamentais para uma estrutura do porte do Cremesp. Igualmente relevante é a ampliação da Biblioteca – que recebeu o nome de “Flamínio Fávero” – e que funcionará conjuntamente com o Centro de Bioética, em novo espaço. Este tripé certamente desenvolverá trabalhos que dignificarão ainda mais a Medicina e o médico do Estado de São Paulo.

Por tudo isso, é hora de agradecer: à minha Diretoria, ao grupo de conselheiros, aos delegados, às Câmaras Técnicas e aos funcionários. Mas, principalmente, à minha família que entendeu e desculpou minhas constantes ausências; e a Deus, que me deu a benção de poder servir como presidente do Cremesp com muita vontade e paixão pelo trabalho.


Muito obrigado a todos!


Isac Jorge Filho
Presidente do Cremesp


Este conteúdo teve 395 acessos.


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 9h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2020 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 449 usuários on-line - 395
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior