PESQUISA  
 
Nesta Edição
Todas as edições


CAPA

EDITORIAL
Editorial: não ao aumento da imposto ao médico, na condição de pessoa jurídica


ENTREVISTA
Wilma Madeira mostra a relação médico-paciente quando a internet entra em campo


ATIVIDADES DO CREMESP 1
Custos em assistência médica. Veja o que diz a respeito o conselheiro Antonio Pereira Filho


ATIVIDADES DO CREMESP 2
Conflitos na Saúde: encontro avaliou crises nas Santas Casas de Franca e Ubatuba


ATIVIDADES DO CREMESP 3
EMC - Módulo VIII chega à cidade de Santa Fé do Sul com temas como HA, IM, diabetes e neoplasias


ATIVIDADES DO CREMESP 4
Recadastramento: prazo se estende até 30 de abril. Impreterivemente.


ENSINO MÉDICO 1
Problemas sobre a educação profissional foram destaque especial do Fórum sobre a formação médica


ENSINO MÉDICO 2
Acreditação das Faculdades e Residência Médica foram alguns dos temas do Fórum sobre Formação Médica


ATUALIZAÇÃO
HPV: as novas vacinas segundo três especialistas


GERAL 1
Médicos psiquiatras se reúnem no HSPE para discutir a reforma da Saúde Mental no país


GERAL 2
Novos cursos de Medicina agora na mira do Conselho Nacional de Saúde (CNS)


ACONTECEU
Acompanhe a participação da presidência e da diretoria em eventos importantes para a classe


ALERTA ÉTICO
Esclareça suas dúvidas sobre a reprodução assistida


GERAL 3
Medicamentos: cresce movimento contra a propaganda em todo o território nacional


GALERIA DE FOTOS



Edição 235 - 03/2007

ATIVIDADES DO CREMESP 3

EMC - Módulo VIII chega à cidade de Santa Fé do Sul com temas como HA, IM, diabetes e neoplasias



EDUCAÇÃO MÉDICA CONTINUADA



Atividade chega a Santa Fé do Sul

Os médicos de Santa Fé do Sul, no extremo oeste do Estado de São Paulo, participaram dias 9 e 10 de março do módulo VIII do Programa de Educação Médica Continuada, que abordou os temas Hipertensão Arterial, Diabetes, Neoplasias e Infarto do Miocárdio. A atividade foi realizada pela Delegacia de São José do Rio Preto, sob coordenação do conselheiro Renato Ferreira da Silva, na sede da Associação Atlética  Banco do Brasil da cidade. Além de Renato Silva, as palestras foram conduzidas pelos professores Emerson Quintino de Lima, Marco Antonio Fernandes Dias, José Altino e Maurício de Nassau Machado.

Programa de sucesso
A criação do Programa de Educação Continuada, em 2005, significou um fato novo na história do Conselho, “que até então era muito fechado em si mesmo”, lembrou Isac Jorge (foto ao lado), então presidente do Cremesp. Na ocasião, a iniciativa chegou a ser criticada por entidades  que não encaravam a atividade como uma missão do Conselho.

Mas Isac reitera que a Lei 3.268, de 1957, que criou os CRMs, dispõe em seu artigo 15, que os Conselhos devem promover, por todos os meios ao seu alcance, o perfeito desempenho técnico e moral da medicina, da profissão e dos que a exerçam.

“Em última análise, trata-se de um compromisso com a qualidade da medicina oferecida à coletividade”, avalia Isac Jorge. Ele lembra que também o Código de Ética Médica, em seus princípios fundamentais, reza que o médico deve “aprimorar continuamente seus conhecimentos e usar o melhor do progresso científico em benefício do paciente”.

Alguns colegas argumentavam que a atualização técnica deveria ser oferecida pelas sociedades de especialidades, mas 50% dos médicos não são especialistas e muitos não podem pagar os custos dos cursos. Surgiu daí a preocupação de realizar programas de formação voltados para os médicos das periferias das grandes cidades ou aqueles que atuam em pequenas localidades do interior.

Seriam cursos gratuitos, sem patrocinadores, para evitar conflitos de interesses. “Não era uma idéia nova, pois outros CRMs já haviam realizado atividades para a atualização dos médicos. O que se desejava era mostrar que o Conselho pode desenvolver outras funções além de fiscalizar e punir os médicos, completa o conselheiro e ex-presidente do Cremesp.


Reunião em Rio Preto: Zeca Moreira (esq.), Maria Alice, Desiré Callegari, Eduardo Piacenti e Orlando Bolçone

Catanduva
Promovido pela Delegacia de São José do Rio Preto e Região, o  IX módulo do Programa de Educação Médica Continuada foi realizado nos dias 23 e 24 de março, em Catanduva. Segundo Renato Silva, conselheiro e coordenador do Programa no Interior, “houve uma integração muito grande, demonstrando a receptividade dos participantes do curso de Educação Continuada”.

O evento foi aberto pelo presidente do Cremesp, Desiré Callegari, que fez a palestra Momento Ético. Entre outras atividades na região, Callegari visitou a Prefeitura de São José do Rio Preto para tratar da cessão em comodato de uma área para a nova sede local do Conselho. Callegari foi recebido pelo secretário de Planejamento, Orlando Bolçone; pelo ex-presidente da Câmara Municipal, Eduardo Piacenti; pela assessora jurídica, Maria Alice Valença Nogueira; e pelo chefe de gabinete, Zeca Moreira, a quem agradeceu a iniciativa do prefeito Edson Edinho Coelho Araújo em ceder a área ao Cremesp


Cremesp participa de audiência pública na Câmara Federal


Desiré Callegari e Henrique Carlos Gonçalves representaram o Cremesp em Brasília

Reunião debateu a revalidação automática de diplomas estrangeiros

O presidente e o primeiro-secretário do Cremesp, Desiré Carlos Callegari e Henrique Carlos Gonçalves, compareceram à Audiência Pública na Câmara Federal em Brasília para discutir o “ajuste” com o qual o Governo pretende legalizar o reconhecimento “automático” dos diplomas de graduação médica, concedidos por escolas de medicina da América Latina a brasileiros. Para Henrique Carlos, trata-se de “uma medida de exceção que contraria as leis e normas vigentes no Brasil”.

 A audiência teve a participação dos presidentes do CFM, Edson de Oliveira Andrade, e da AMB, José Luiz Gomes do Amaral, do representante de Minas Gerais no CFM, Geraldo Luiz Moreira Guedes, e do assessor parlamentar do CFM, Napoleão Salles. No plenário encontravam-se também membros do MST, representações indígenas, comissões de pais e vários médicos formados no exterior. A audiência contou também com as manifestações de representantes dos ministérios da Educação e da Saúde, todas claramente favoráveis à proposta do Governo.

Os representantes das entidades médicas nacionais apresentaram minucioso e fundamentado arrazoado, demonstrando as imperfeições da medida, não só relativas à corporação médica, mas, também e principalmente, em relação aos pacientes e à sociedade.

Na visão dos representantes do Cremesp, a diversidade das grades curriculares entre as escolas estrangeiras e as brasileiras, as diferentes características epidemiológicas e as limitações de alguns países ao acesso a novas tecnologias “são fatores intransponíveis, que não podem ser negligenciados por argumentos de ordem meramente política”.

Apesar disso, comenta Gonçalves, as entidades médicas são extremamente solidárias a que estes brasileiros sejam autorizados ao exercício profissional, desde que respeitadas as normas legais e éticas estabelecidas, e preenchidos os requisitos técnicos exigidos há décadas.

Publicidade médica
Veja as datas e cidades dos próximos Fóruns de Ética em Publicidade Médica

Santo André - 19 de abril
Jundiaí - 17 de maio
Mogi das Cruzes - 31 de maio
Catanduva - 14 de junho

Informações: Codame, tel (11) 3017-8715 ou pelo
e-mail codame@cremesp.org.br


Este conteúdo teve 415 acessos.


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 7h às 21h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2020 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 241 usuários on-line - 415
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior