PESQUISA  
 
Nesta Edição
Todas as edições


CAPA

EDITORIAL
Nesta edição, um grande debate sobre a propaganda de medicamentos de venda livre


ENTREVISTA
Polêmico e verdadeiro, o cineasta Ugo Georgetti fala sobre futebol. Imperdível!


CRÔNICA
Pasquale Cipro Neto: texto sempre bem-humorado e incontestável quando o foco é nosso idioma...


CONJUNTURA
Telemonitoração, Telehomecare, Telecirurgia Robótica. A Medicina Digital já é realidade


MEIO AMBIENTE
Edwal Campos Rodrigues, infectologista, alerta p/a necessidade de normatização na fiscalização de resíduos hospitalares


SINTONIA
Conheça um pouco da vida de Camilo Salgado, cultuado como santo popular no Pará


DEBATE
Debate sobre a propaganda de medicamentos: Sim ou Não?


HISTÓRIA DA MEDICINA
Hospital Santa Catarina: dedicação e perseverança desde sua fundação, em 1906


GOURMET
Não duvide: tem médico à frente de tradicional padaria no Bixiga...


EM FOCO
Vamos rodar pela Transamazônica numa expedição dedicada à saúde?


ACONTECE
Uma visita educativa - virtual - ao Museu da Língua Portuguesa


CULTURA
José Bertagnon: médico pediatra e artista premiado internacionalmente


TURISMO - CHILE
Viaje conosco até o Chile e conheça Puerto Williams e Porvenir. Inesquecíveis!


CARTAS & NOTAS
Pesquisa Datafolha mostra que a Ser Médico tem 100% de aprovação


LIVRO DE CABECEIRA
Sugestão de leitura para quem gosta de histórias de terror realista: Colapso...


POESIA
A poesia "Civilização Ocidental", de Agostinho Neto, finaliza com brilho esta edição


GALERIA DE FOTOS


Edição 35 - Abril/Maio/Junho de 2006

LIVRO DE CABECEIRA

Sugestão de leitura para quem gosta de histórias de terror realista: Colapso...



Em Colapso, o autor analisa  a tragédia das civilizações 

Colapso – como as sociedades escolhem o  fracasso ou o sucesso é um livro robusto – tem 667 páginas – para quem gosta de histórias de terror realista. O autor, Jared Diamond, recebeu o prêmio Pulitzer por sua obra anterior, Armas, germes e aço, na qual analisa o domínio de parte do mundo pela civilização. Neste, conta como os povos que nos antecederam na Terra, e alguns que nela ainda vivem, a estão destruindo. Uma tragédia que afetará os mais jovens se nada for feito com urgência.

Ele discorre sobre as populações atuais como a do estado norte-americano de Montana, outrora um paraíso natural de campos e montanhas, atualmente com solo erodido e salinizado pela introdução de espécies exóticas. A região também enfrenta a escassez de água potável por causa da irrigação de jardins residenciais e campos de golfe. Além disso, a água está contaminada pela mineração e suas florestas foram derrubadas pela atividade madeireira. Isso tudo em um Estado do país mais rico e poderoso do mundo!

O mesmo está ocorrendo na Austrália e na China, nesta última quase como um cataclisma continental, devido ao ritmo, à área e à população envolvida.Do passado, o autor mostra a trajetória de povos poderosos e de pequenas populações que desapareceram por repetirem a mesma seqüência mortal: desmatamento, mau uso da água, redução de atividade agrícola, caça ou pesca predatória, que invariavelmente levaram à escassez de alimentos, guerras ou mortes por inanição.

Alguns exemplos: os antigos habitantes da Ilha de Páscoa, os anasazis (índios americanos que viviam onde hoje é o Novo México, entre os anos 600 e 1150 dC), os vikings e os maias. Faz também uma interessantíssima análise sobre a antiga Ilha Hispaniola na América Central que, dividida ao meio, deu origem a dois países pequenos: República Dominicana e Haiti. Diferenças políticas e culturais estão levando o primeiro a se desenvolver e o segundo, com um povo sofrido, tentando se organizar como sociedade democrática.

Tudo isso é feito com a ajuda de ecopalenteologistas que pesquisam restos de alimentos, ossos de animais e até fezes cristalizadas de ratos para determinar as espécies existentes na época; dendrologistas – datadores de madeira pela análise de círculos de crescimento; palinologistas – especialistas em pólen – que estudam a vegetação primitiva; datadores que utilizam carbono 14 etc. Para quem se preocupa com o planeta é leitura obrigatória, apesar de assustadora.

Rogério Messenberg, anestesiologista, Piracicaba - CRM 23.158 

Obra:
COLAPSO - Como as sociedades escolhem o fracasso ou o sucesso
Autor: Jared Diamond
Editora: Record, 2005


Este conteúdo teve 131 acessos.


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 9h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2019 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 208 usuários on-line - 131
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior