PESQUISA  
 
Nesta Edição
Todas as edições


CAPA

EDITORIAL
Entre os destaques desta edição, um debate sobre a política de redução de danos


ENTREVISTA
Entrevista especial com Adib Jatene, diretor do HCor e membro do conselho do MASP


CRÔNICA
A crônica da vez é de autoria de Max Nunes, médico e um dos maiores nomes do humorismo brasileiro


MEIO AMBIENTE
De planeta água não temos mais nada. Ele está se transformando num enorme deserto...


CONJUNTURA
Um raio X da vocação médica mostra que a escolha vem desde muito cedo


DEBATE
Em discussão a estratégia de saúde que distribui seringas a usuários de drogas injetáveis


HISTÓRIA DA MEDICINA
Visite conosco a Capela da Sta Casa de Misericórdia de Mauá: atração cultural e turística da cidade


SINTONIA
Ludwig Van Beethoven sob o prisma de José Marques Filho, conselheiro do Cremesp


CULTURA
No interior de São Paulo, conservatório abre as portas para verdadeiros talentos da música


HOBBIE DE MÉDICO
Médicos também são apaixonados por carros... antigos!


GOURMET
As cozinhas estão sendo ocupadas pelos homens... É sinal de pratos muuuito saborosos!


TURISMO
Venha conosco conhecer a natureza preservada, a fauna e a flora das ilhas Galápagos


ACONTECE
Cirque du Soleil: enfim chega ao Brasil o espetáculo Saltimbanco. E você acha que a Ser Médico ia perder?


LIVRO DE CABECEIRA
Você já leu "O Caçador de Pipas", do médico Khaled Hosseini? Não sabe o que está perdendo...


POESIA
José Martins Fontes, poeta, médico e jornalista finaliza com chave de ouro esta Edição


GALERIA DE FOTOS


Edição 36 - Julho/Agosto/Setembro de 2006

CRÔNICA

A crônica da vez é de autoria de Max Nunes, médico e um dos maiores nomes do humorismo brasileiro

O máximo de Max Nunes 

Não há turismo 
Por dentro do organismo.
E assim não posso ver 
– nem conhecer –
Meu cérebro,
Meu cerebelo,
Chegar pra ele e dizer:
“Prazer em conhecê-lo”; 
Ver coronárias e colaterais,
Bater um papo com as supra-renais,
Me desculpar com o fígado, coitado,
Tantas vezes por mim engordurado;
Seguir pelo caminho das pedras da vesícula,
Ver a tripinha do apêndice, ridícula;
Subir a escadaria das costelas
Contando, pra saber, quantas são elas; 
Abrir a veia porta e visitar a aorta,
Entrar pelas aurículas,
Descer pelos ventrículos
E ir até o baço
Levar o meu abraço;
Arriscar uma gripe no pulmão
E agradecer, por tudo, ao coração. 
No estômago, parar para almoçar
E experimentar um suco que é fantástico:
O suco gástrico.
E andar, brincar, rodopiar
Em torno da coluna vertebral,
Que foi, em tempos idos, vertical; 
Seguir pro duodeno,
Atravessar o “transverso”,
Tão rico em fauna,
Tão rico em flora,
E chegar afinal ao meu destino:
O fim do intestino –
E cair fora. 

ANATOMIA
A prova de que a natureza é sábia é que ela nem sabia que iríamos usar óculos e notem como colocou nossas orelhas.
BELEZA
O espelho é um objeto parecidíssimo com você.
BIOLOGIA
Biologistas que estudam o assunto ponderam que um casal estéril geralmente transmite essa deficiência aos filhos.
BRASIL
Por que Cabral gritou “Terra à vista”?  Porque naquele tempo não havia nada a prazo.
CASAMENTO
O casamento é o único jogo que acaba mal sem que ninguém ponha a culpa no juiz. 

Médico: Todas as manhãs tome uma xícara de água morna. Cliente: É justamente o que faço há mais de quinze anos. Minha mulher é  que insiste em dizer que é café. 

CONFUSÃO
O difícil de confundir alhos com bugalhos é que ninguém sabe o que são bugalhos.

CRIANÇAS
Filmes impróprios para menores de catorze anos são aqueles que tratam de coisas que todos os menores de nove anos já estão fartos de saber. * Para que as crianças nasçam felizes em nosso país, três coisas são absolutamente necessárias: liberdade, igualdade e maternidade.

DINHEIRO
Tendo de escrever uma composição no colégio sobre uma família pobre, a filha de um milionário assim se expressou: “Era uma vez uma família pobre. A mãe era pobre. O pai era pobre. Os filhos eram pobres. O mordomo era pobre. O chofer era pobre. A criada era pobre. O jardineiro era pobre. Todos eram pobres”.

EXPLORAÇÃO
O Brasil precisa explorar com urgência a sua riqueza – porque a pobreza não agüenta mais ser explorada.

FÍSICA
Os líquidos e os biquínis tomam a forma do corpo que os contém.

GUERRA
Pólvora é uma substância negra muito empregada na demarcação de limites entre as nações. 

Houve uma guerra que durou cem anos. É dose. Os soldados morreram todos de arteriosclerose.

IDADE
O sonho de todo homem de 85 anos é ser assassinado por um marido ciumento. 

A prova de que gente velha também pode enxergar bem é que, em todas as cartilhas, vovô vê a uva.

IMPRENSA
Se um gênio nasce de cem em cem anos, de quantos em quantos segundos nasce um colunista social?

INFLAÇÃO
Se as mercadorias do contrabando são mais baratas porque estão fora da lei, logo o que encarece tudo é a lei.

INVENÇÕES
Quando Lavoisier afirmou que “na natureza nada se perde, tudo se transforma”, estava longe de supor que acabara de inventar também o croquete.

LEI DE MURPHY
O que acontece quando o corpo humano é imerso em água? O telefone infalivelmente toca.

MEDICINA
Junta médica é uma reunião que os médicos fazem nos últimos momentos de nossa vida para dividir a culpa.

MEMÓRIA
Há pessoas com memória tão boa que são capazes de usar o mesmo guarda-chuva por mais de cinco meses.

MICRÓBIOS
Pneumococo para pneumocoquinho: - Quem te ensinou a falar inglês, meu filho? - Cigarro americano.

SAÚDE
Nicotina é aquela substância que não é encontrada nos anúncios de cigarros. 



Trechos extraidos do livro Uma pulga na Camisola – o máximo de Max Nunes – com seleção e organização de Ruy Castro. Max Nunes formou-se em Medicina, mas acabou se tornando um dos grandes humoristas brasileiros, criador do programa Balança mas não cai, autor e consultor do Programa do Jô, na Rede Globo


Este conteúdo teve 123 acessos.


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 9h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2019 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 233 usuários on-line - 123
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior