PESQUISA  
 
Nesta Edição
Todas as edições


CAPA

PONTO DE PARTIDA (pág. 1)
Dia do Médico: entidades se mobilizaram pela valorização da profissão


ENTREVISTA (pág. 4)
Acompanhe uma conversa informal com o artista plástico Guto Lacaz


SUSTENTABILIDADE (pág. 9)
Vem aí a nova Carteira de Identidade profissional em policarbonato, digital


CRÔNICA (pág. 11)
Texto de Tutty Vasques*, colunista do jornal O Estado de São Paulo


SINTONIA (pág. 13)
Séries exageram no conteúdo e na exposição, de médicos e pacientes


COM A PALAVRA (pág. 14)
Se você ainda não leu, veja o que está perdendo...


CONJUNTURA (pág. 18)
Para a secretária-geral da CNRM é preciso revisar os programas de ingresso na RM


DEBATE (pág. 22)
Psiquiatras avaliam o atendimento aos pacientes infratores


GIRAMUNDO (págs. 28/29)
Curiosidades da ciência e tecnologia, da história e da atualidade


PONTO COM (pág. 30)
Acompanhe as novidades que agitam o mundo digital


EM FOCO (pág. 32)
O compositor e pianista alemão sob a perspectiva da psiquiatria forense


GOURMET (pág. 35)
Dolma: dicas para a preparação de um prato tradicional da Armênia


CULTURA (pág. 36)
O acervo do Museu de Arte Sacra de São Paulo


TURISMO (pág. 42)
Muito além de suas famosas muralhas...


LIVRO DE CABECEIRA (pág. 47)
O vice-presidente da Casa recomenda: Steven Pinker


POESIA( pág. 48)
Roberto Perche: radiologista, poeta, escritor e contista


GALERIA DE FOTOS


Edição 53 - Outubro/Novembro/Dezembro de 2010

CULTURA (pág. 36)

O acervo do Museu de Arte Sacra de São Paulo


Quadro São Lucas Evangelista, de autoria do Pe. Do Monte Carmelo

Entre a arte e a religião

Quarentão, o Museu de Arte Sacra de São Paulo conta parte da história colonial brasileira e abriga obras de Aleijadinho e Anita Malfatti

O Museu de Arte Sacra de São Paulo (MAS) possui um acervo de importante valor artístico, com mais de oito mil obras produzidas entre os séculos 16 e 20, embora nem todas em exposição, pois algumas estão sob reserva técnica. Fundado em 1970, o museu completou seu 40º aniversário neste ano e funciona na ala mais antiga do Mosteiro da Luz. Importante obra arquitetônica tombada do Estado de São Paulo, o mosteiro foi construído em 1774, em taipa de pilão, e abriga uma clausura, a Ordem das Irmãs Concepcionistas.

O acervo começou a ser reunido por dom Duarte Leopoldo e Silva (1867-1938), grande parte dele retirado de construções coloniais demolidas, entre elas, igrejas e capelas. São relíquias da arte sacra e do movimento barroco no Brasil – com peças em prata e ouro, telas, mobiliário, retábulos, altares, vestuário e livros litúrgicos raros – que ficaram guardadas por muito tempo e somente na década de 70 foram expostas ao público.


A Ressurreição, de Anita Malfatti

A coleção é eclética e inclui esculturas barrocas de Antônio Francisco Lisboa – o Aleijadinho – e telas da modernista Anita Malfatti. Há ainda obras de outros países, a maioria de Portugal, mas é possível encontrar peças originárias até da Rússia. “Apesar da temática ser religiosa, a coleção está sujeita a influências de todas as épocas e de outras manifestações de arte”, explica Thomás Levy, assessor de imprensa da instituição. “O visitante não vê apenas o barroco, mas um panorama da produção artística brasileira”, avalia. A diversidade de obras e técnicas impressiona. Há, por exemplo, esculturas em barro cozido, papel machê, gesso e madeira policromada, além de uma coleção de medalhas, não exposta aos visitantes.


Entrada do Mosteiro da Luz, no centro de São Paulo, que abriga o Museu de Arte Sacra


Umas das salas de maior destaque do museu é o cofre interno. Nele, estão as obras mais valiosas, em ouro, prata e pedras preciosas, como um ostensório de prata do século 16, a peça mais antiga da coleção em exposição (foto ao lado). O museu abriga também a segunda maior coleção de lampadários do mundo – a primeira está no Vaticano. No mesmo ambiente fica a imagem da Nossa Senhora da Luz, também do século 16, que deu origem ao nome do bairro onde está localizado o museu que antes se chamava Campos do Guaré.




As imagens retratam a câmara-dormitório de frei Galvão e o interior do museu

Desde 2005, integram o acervo, por determinação da Justiça, 17 obras que pertenciam ao ex-presidente do Banco Santos, Edemar Cid Ferreira, condenado em 2006 por gestão fraudulenta. Embora sob guarda do museu, as peças podem ir a leilão.


Réplica da escultura do profeta Joel, de Aleijadinho

No período natalino, a exposição “Presépios do Mundo” recebe muitos visitantes e, na última edição, contou com 47 exemplares de mais de 15 países, produzidos por diferentes artistas. O MAS é subsidiado pelo governo do Estado de São Paulo, em parceria com a Mitra Arquidiocesana. (Colaborou Bruno Martins)

SERVIÇO
Museu de Arte Sacra de São Paulo

Endereço: Avenida Tiradentes, 676 - Luz (próximo ao metrô Tiradentes)
Telefone: (11) 3326-1373
Horário de funcionamento: 11h às 19h, de terça a domingo. A bilheteria funciona até às 18h30.
Ingresso
RS 6,00. Entrada gratuita para menores de 7 anos e maiores de 60 anos. Estudantes pagam meia entrada.


Este conteúdo teve 1774 acessos.


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 9h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2019 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 377 usuários on-line - 1774
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior