PESQUISA  
 
Nesta Edição
Todas as edições


CAPA

PONTO DE PARTIDA (pág.1)
Renato Azevedo Júnior - Presidente do Cremesp


ENTREVISTA (pág. 4)
José Feliciano Delfino Filho


CRÔNICA (pág. 10)
Tufik Bauab*


EM FOCO (pág. 12)
Voluntários do Sertão


SINTONIA (pág. 15)
Emerson Elias Merhy*


DEBATE (pág. 18)
A relação médico-paciente e a internet


GIRAMUNDO (págs. 24 e 25)
Curiosidades da ciência e tecnologia, da história e atualidade


SAÚDE NO MUNDO (pág. 26)
O sistema de saúde público no Japão


HISTÓRIA DA MEDICINA (pág. 30)
Epidemias: os grandes desafios permanecem


CARTAS & NOTAS (pág. 33)
Conexão com o usuário a um clique


HOBBY (pág. 34)
Alexandre Leite de Souza


PONTO COM (págs. 38/39)
Informações do mundo digital


CULTURA (pág. 40)
Imperdíveis exposições da Pinacoteca


TURISMO (pág. 42)
Das flores de Bali ao enxofre do Ijen


LIVRO DE CABECEIRA (pág. 47)
Dica de leitura de Desiré Carlos Callegari *


FOTOPOESIA( pág. 48)
Adélia Prado


GALERIA DE FOTOS


Edição 58 - Janeiro/Fevereiro/Março de 2012

PONTO COM (págs. 38/39)

Informações do mundo digital

Mapa das doenças

Um mapa global de doenças infecciosas, com visual semelhante ao do Google Maps pode ser acessado via internet. Trata-se do www.healthmap.org, segundo informação veiculada no Jornal da Tarde. O site reúne informações e alertas da Organização Mundial de Saúde (OMS), do Programa da Sociedade Internacional de Doenças Infecciosas (Promed), do EuroSurveillance (Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças) e de outros órgãos oficiais. As doenças são apontadas no mapa com indicações de sua relevância e intensidade de seus males.


Destruição do tsunami em 360º

Uma visão de 360º da destruição causada pelo terremoto e pelo tsunami que destruíram uma vasta região do Japão, em março do ano passado, pode ser agora acessada a partir do Google Maps. Os carros dotados de câmeras do Street View rodaram 44 mil quilômetros pelas cidades de Sendai e Kesennuma, e por pequenas localidades da costa marítima da região de Tohoku. Segundo o diretor de produtos da empresa, Ken Tojusei, citado no site www.tvi24.iol.pt, “fotos panorâmicas podem ajudar as pessoas, especialmente as de outros países, a entender melhor a dimensão da destruição”. As imagens também podem ser vistas no site http://www.miraikioku.com, criado especialmente para ser uma memória da tragédia, no qual podem ser comparadas fotos de antes e depois do terremoto/tsunami.


O lado escuro da Apple

A história da Apple e de seu ex-presidente, Steve Jobs, é contada, com detalhes nada edificantes, em um peça teatral protagonizada pelo ator Mike Daisey, no The Public Theater, em Nova York. O monólogo mostra, por exemplo, a exploração de mão de obra infantil e o rígido regime de trabalho dos funcionários da Foxconn, indústria chinesa que fabrica os principais produtos da Apple, como o iPad. Segundo o ator e autor da peça – que visitou a Foxconn, na China, passando-se por empresário e potencial cliente –, muitos empregados da empresa cometeram suicídio. Elogiado pela imprensa norte-americana, como os jornais The York Times e The Washington Post, o monólogo tem feito tanto sucesso que sua temporada nova-iorquina, prevista para terminar em 4 de dezembro, foi esticada até 4 de março de 2012.


Riscos maiores no Brasil

Pais e mães do mundo todo, especialmente do Brasil, devem ficar mais preocupados quando seus filhos menores de idade acessam a internet. Segundo a pesquisa Norton Online Family Report, divulgada recentemente, 79% dos brasileiros, de 8 a 17 anos, passaram por experiência negativa online, média significamente maior que a mundial, de 62%. E pior, 61% dessas crianças brasileiras afirmaram ter vivido algum episódio grave – a média mundial foi de 39%. Dentre as experiências consideradas mais graves, foram citadas: “um adulto tentou me convencer a fazer algo online que considerei errado”; “recebi imagens de nudez ou conteúdo erótico/pornográfico em meu telefone celular”; “alguém invadiu o perfil da minha rede social e se fez passar por mim”. O relatório, na íntegra, pode ser acessado no site: http://us.norton.com, com versão em português.


Para ficar de olho

O Ministério da Saúde lançou, no final do ano passado, o Portal Saúde com Mais Transparência (www.transparencia.saude.gov.br), que divulga as transferências de verbas a Estados e municípios, tanto por repasses diretos quanto por convênios, as licitações em curso e os planos e relatórios de gestão de saúde da União, dos Estados e dos municípios. Desenvolvida em parceria com a Controladoria-Geral da União (CGU), a ferramenta permite aos interessados acompanhar como é gasto o dinheiro da saúde pública, reforçando o controle social sobre os recursos do SUS. A partir do primeiro semestre deste ano, o portal trará também um extrato detalhado sobre a execução financeira dos recursos, tornando públicos os pagamentos efetuados a determinado fornecedor ou prestador de serviços.



Este conteúdo teve 1776 acessos.


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 9h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2019 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 183 usuários on-line - 1776
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior