PESQUISA  
 
Nesta Edição
Todas as edições


CAPA

EDITORIAL
Ponto de Partida


ENTREVISTA
Esmeralda Ortiz


CRÔNICA
Ruy Castro*


SINTONIA 1
Reutillização de Descartáveis


SINTONIA 2
Entre Paris e a roça


CONJUNTURA
Anabolizanres: perfil do usuário


POLÍTICA DE SAÚDE
Crise de Identidade na Saúde


EM FOCO
Arte nos hospitais


HISTÓRIA DA MEDICINA
A globalização das epidemias


CULTURA
Lasar Segall


LIVRO DE CABECEIRA
Moacyr Scliar e Renato Nalini


TURISMO
São Francisco do Sul


CARTAS & NOTAS
Destaque para nova gestão Cremesp e referências bibliográficas consultadas


CREMESP EM FOCO
Flamínio Fávero


POESIA
Trecho de "A Máquina Fotográfica"


GALERIA DE FOTOS


Edição 25 - Outubro/Novembro/Dezembro de 2003

EDITORIAL

Ponto de Partida

Em nome da diretoria e de todos os conselheiros, agradeço aos colegas a confiança depositada nesta nova gestão do Cremesp que ora iniciamos. O apoio dado pelo conjunto das entidades médicas foi e será fundamental para o encaminhamento de nossas propostas. Ouvir e estar aberto a sugestões, imbuído do mais profundo respeito à diversidade de idéias, é o que dá foco aos problemas e rumo para as soluções.


Dentro de um sistema de saúde com deformações graves, o interesse do conjunto da classe médica, com suas diferenças e peculiaridades, exige empenho pela unidade para que os desejos do coletivo resultem em conquistas para todos.

Somos 85 mil médicos em todo o Estado, uma enorme força. Devemos convergir essa energia na luta contra aquilo que nos aflige. Médicos e pacientes estão em situação de conflito por encaminhamentos alheios à vontade de ambos. A interferência no ato médico, a capacitação dos profissionais e a alocação de recursos para o setor de saúde são alguns dos inúmeros problemas que demandam acom­panhamento crítico e contínuo.

As condições para garantir autonomia no exercício da profissão e uma medicina de qualidade devem ser compreendidas e promovidas pelo poder público, tanto como agente regulador quanto como gestor do sistema de saúde. Não há como promover bom atendimento à população sem condições de trabalho adequadas para os profissionais.

Dentro do espírito de comunidade dependente esse é o desafio da sociedade como um todo. Como médicos, devemos conjugar esses interesses restaurando nossos direitos para cumprir nossos deveres.

A regulamentação do ato médico, a implementação da Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos (CBHPM) e de programas  de educação médica continuada, além da luta contra a abertura indiscriminada de escolas médicas e pela melhor qualidade do ensino são algumas das sementes que regaremos incansavelmente, até que resultem em frutos para o coletivo dos médicos e para toda a sociedade.

Acreditamos ser este o caminho para garantir o equilíbrio do conjunto e a prevalência do bom senso.

Clóvis Francisco Constantino
Presidente do Cremesp


Este conteúdo teve 139 acessos.


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 9h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2019 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 248 usuários on-line - 139
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior