PESQUISA  
 
Nesta Edição
Todas as edições


CAPA

EDITORIAL (pág. 2)
Mauro Aranha - Presidente do Cremesp


ENTREVISTA (pág. 3)
Wilson Pollara


INSTITUIÇÕES DE SAÚDE (pág. 4)
Hospital do Homem é referência na rede pública em doenças do rim e próstata


ALERTAS ÉTICOS (pág. 5)
Serviço que expunha profissionais que atrasavam consultas é retirado do ar


SAÚDE PÚBLICA (pág. 6)
Febre amarela


PERÍCIA (pág. 7)
Cremesp orienta médicos sobre curatela a pacientes com doenças mentais graves


DEMOGRAFIA MÉDICA PAULISTA (págs. 8 e 9)
Número de médicos em SP cresce mais do que o da população em geral


TRABALHO (pág. 10)
Cremesp intensifica fiscalização de hospitais públicos do Interior


EVENTOS (pág. 11)
Agenda


EU, MÉDICO (pág. 12)
Dermatologista é referência no atendimento de pele negra


CÓDIGO DE PROCESSO ÉTICO (pág. 13)
Novas regras darão mais agilidade aos trâmites judicantes


EDITAIS (Pág. 14)
Convocações


BIOÉTICA (pág. 15)
Divulgação de dados de pacientes


GALERIA DE FOTOS



Edição 344 - 01-02/2017

INSTITUIÇÕES DE SAÚDE (pág. 4)

Hospital do Homem é referência na rede pública em doenças do rim e próstata


 


Unidade é a única da rede SUS que utiliza equipamento a laser para operar tumores da próstata

São Paulo foi o primeiro Estado a ter um centro de saúde com atendimento voltado exclusivamente ao público masculino – o Centro de Referência da Saúde do Homem –, especializado no tratamento de patologias ligadas à próstata e aos rins, como cálculos renais, câncer, incontinência urinária, ejaculação precoce, entre outras.

Criado, em 2008, pelo então secretário estadual da Saúde de São Paulo, Luiz Roberto Barradas Barata, o Hospital do Homem – como é popularmente conhecido – era responsável, na época, por cerca de 30% dos atendimentos do Hospital de Transplantes Euryclides de Jesus Zerbini (antigo Hospital Brigadeiro), onde está instalado. “Esse índice atinge 70%”, afirma Joaquim de Almeida Claro, professor livre-docente de Urologia da Unifesp e coordenador do Hospital do Homem. Ele conta que, na época de sua inauguração, havia uma filosofia de atendimento exclusivo para a mulher e não para o homem. “O tempo mostrou que Barradas estava certo. O centro veio preencher essa lacuna e, atual­mente, atendemos uma população muito maior do que a inicialmente planejada”, diz.

O hospital é considerado o maior centro de saúde especializado na América Latina e é referência nacional no tratamento de cálculo renal e do aumento benigno da próstata. Segundo o coordenador, é o único em toda a rede SUS que utiliza equipamento a laser para operar os tumores da próstata. “O nosso carro-chefe é a cirurgia percutânea, que implica o tratamento do cálculo renal complexo, o coraliforme, que poucos realizam no País, uma vez que envolve equipamentos de alta tecnologia e equipe especializada,” diz.

O hospital está preparado para oferecer um completo tratamento do cálculo renal em qualquer estágio de desenvolvimento em que ele esteja. Os pacientes são atendidos e operados com equipamentos de tecnologia de última geração, com alta em até 24 horas ou menos. São realizadas por mês em torno de 4 mil consultas e 300 procedimentos cirúrgicos. “Nossa maior demanda e referência são os pacientes com problemas de próstata, cálculo nos rins e câncer, principalmente de próstata e bexiga”, observa.

Núcleos de atendimento

O atendimento do Hospital do Homem é dividido em quatro núcleos: Uro-oncologia, responsável pelos atendimentos para o combate a tumores de rim, bexiga, pênis e testículos; Sexualidade e Infertilidade, voltado para adolescentes, adultos e idosos com problemas de ereção e esterilidade; Urolitíase e retirada de cálculos, e o Grupo de Patologias da Próstata, destinado a prevenir e tratar tumores, infecções e a hiperplasia prostática benigna (HPB). O hospital também conta com profissionais especializados nas áreas de nefrourologia (hipertensão renovascular e transplante renal), neurourologia (incontinência urinária) e urologia geriátrica.

O projeto inicial previa a criação de, pelo menos, mais cinco unidades iguais à instalada dentro do Hospital Zerbini. Até o momento, foi criada a unidade que está instalada dentro do Hospital São José, na zona norte da Capital.

Os pacientes atendidos no Hospital do Homem podem ser encaminhados por médicos que trabalham em postos de saúde (UBS), Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), Ambulatório Médico de Especialidades (AME) ou em hospital da rede estadual de saúde, por meio da Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde (Cross).

Gestão

O Hospital do Homem exigiu investimentos de cerca de R$ 18,2 milhões. Após dois anos de sua criação, em 2008, a unidade passou a ser administrada pela organização social de saúde Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM), fazendo com que o atendimento à população crescesse 100% em apenas um ano. “No final do ano passado comemoramos a realização de um total de 8 mil cirurgias de próstata, destaca Claro.

Segundo ele, a trajetória que levou o hospital a se tornar referência terciária dentro do SUS – apesar de todas as dificuldades de financiamento na área da Saúde – se deve à visão futurista do ex-secretário Barradas e à excelência da administração. “Trabalhamos com equipes multidisciplinares encabeçadas por urologistas de projeção internacional”, destaca.

Residência

O programa de Residência do Hospital do Homem oferece cinco vagas por ano para residentes que já tenham cursado dois anos em Cirurgia Geral. Ao todo, são 39 urologistas atuando no hospital – grande parte com doutorado –, atendendo à população em geral e, também, se dedicando à pesquisa. 

Reciclagem profissional

Todas as quintas-feiras, das 12h às 13h, são programadas reuniões anatomoclínicas dentro do Hospital do Homem, abertas aos médicos e residentes, nas quais se discutem casos atendidos no hospital. Também acontece semanalmente o Journal Club, espaço para discussão de artigos publicados nas revistas científicas mais importantes em nível internacional.


Unidade zona norte

O segundo Hospital do Homem em São Paulo foi inaugurado em 2014, dentro do Hospital São José, no bairro do Imirim, na zona norte da Capital. Com investimento de R$ 2,3 milhões da Secretaria de Estado da Saúde, a instituição tem capacidade de realizar cerca de 760 consultas e até 200 cirurgias por mês. O serviço especializado em Urologia oferece procedimentos como postectomia, varicocele, retirada de testículos e cirurgias de próstata benigna e maligna, entre outros. Além disso, a instituição também se destaca pelo Programa Sonda Zero, que tem como objetivo atender o caso de cada paciente que necessite de procedimento cirúrgico, de modo que não seja necessária a utilização de sonda urinária externa.

O segundo Hospital do Homem em São Paulo foi inaugurado em 2014, dentro do Hospital São José, no bairro do Imirim, na zona norte da Capital. Com investimento de R$ 2,3 milhões da Secretaria de Estado da Saúde, a instituição tem capacidade de realizar cerca de 760 consultas e até 200 cirurgias por mês. O serviço especializado em Urologia oferece procedimentos como postectomia, varicocele, retirada de testículos e cirurgias de próstata benigna e maligna, entre outros. Além disso, a instituição também se destaca pelo Programa Sonda Zero, que tem como objetivo atender o caso de cada paciente que necessite de procedimento cirúrgico, de modo que não seja necessária a utilização de sonda urinária externa.


Este conteúdo teve 1060 acessos.


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 8h às 20h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2020 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 112 usuários on-line - 1060
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior