PESQUISA  
 
Nesta Edição
Todas as edições


CAPA

PÁGINA 1
Nesta edição


PÁGINAS 4 E 5
Cartas e notas


PÁGINAS 6,7,8,9,10 E 11
Entrevista


PÁGINAS 12 E 13
Crônica


PÁGINAS 14, 15, 16 E 17
Dossiê Acupuntura: uma breve história


PÁGINA 18
Dossiê acupuntura relato de caso


PÁGINAS 19,20,21,22,23
Dossiê acupuntura: panorama


PÁGINAS 24, 25, 26 E 27
Dossiê acupuntura em foco


PÁGINAS 28 E 29
Dossie Acupuntura: Vanguarda


PÁGINAS 30 E 31
Tecnologia


PÁGINAS 32 E 33
Medicina no mundo


Páginas 34 e 35
Opinião


páginas 36,37 e 38
Hobby


PÁGINAS 39,40,41 E 42
Gourmet


PÁGINAS 43,44,45 E 46
Agenda Cultural


PÁGINA 47
Resenha


PÁGINA 48
Fotopoesia


GALERIA DE FOTOS


Edição 88 - Julho/Agosto/Setembro de 2019

PÁGINA 18

Dossiê acupuntura relato de caso

Medicina oriental e ocidental se complementam

Por Eliane Aboud* 

Sim, vou ser cardiologista. Tive certeza disso já no primeiro ano da Faculdade de Medicina, quando cursei a disciplina de Biofísica. Depois de muitos anos atuando nessa especialidade, em um típico dia de consultas fui desafiada por um paciente renal crônico a lhe dar uma alternativa para as dores de joelho (artrose), uma vez que o tinha orientado a não fazer uso de antiinflamatórios: “doutora, então me receite um medicamento que tenha a mesma eficácia, e que não piore meu quadro renal”, disse ele.

Confesso que, até então, minha visão médica era muito cartesiana. Naquele mesmo dia, iniciei uma pesquisa sobre dor que me levou à Acupuntura. Fiquei realmente curiosa com o que lia a respeito da especialidade, pois não acreditava que pudessem existir tratamentos diferentes daqueles que a universidade me ensinara.

Às leituras somaram-se o encontro com pessoas que também estudavam o assunto, além de uma pesquisa veiculada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre o tema, na qual descobri a lista de algumas doenças que poderiam ser tratadas com a Acupuntura. Hoje, entendo ser possível acrescentar a ela muitas outras doenças.

Julgo ser coincidência receber, dias depois, uma revista médica que fazia propaganda
de cursos de Acupuntura para médicos já formados. Interessei-me por um que achei mais adequado às minhas expectativas.

Foi, então, que as dificuldades começaram. Durante os dois anos de curso, eu exercia minha especialidade no consultório cardiológico, enquanto estudava conceitos extremamente abstratos na minha restrita visão médica. Entretanto, quanto mais me aprofundava no assunto, mais fascinada eu ficava pela Medicina Oriental. Até, finalmente, entender que as medicinas, oriental e ocidental, complementam-se, ampliando muito minha visão sobre a profissão médica.

Hoje, digo, com certeza, que, ao utilizar as duas abordagens no tratamento de um mesmo paciente, tenho a oportunidade de levar alternativas adicionais que elevam o potencial de melhora mais rapidamente e com menos uso de medicamentos e, assim, com menos efeitos colaterais.

*Médica cardiologista, especialista em Medicina Tradicional Chinesa e Acupuntura pelo Colégio Médico de Acupuntura e Associação Médica Brasileira, voluntária do ambulatório de Acupuntura do Departamento de Neurologia do HCFMUSP, e conselheira do Cremesp

Acesse a versão digital da Ser Médico na íntegra.


Este conteúdo teve 454 acessos.


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 9h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2020 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 485 usuários on-line - 454
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior