PESQUISA  
 
Nesta Edição
Todas as edições


CAPA

PONTO DE PARTIDA
Entre os temas desta edição, detaca-se um debate sobre alimentos transgênicos


ENTREVISTA
Norman Gall: "O Brasil tolera muito a bagunça nas instituições públicas"


CRÔNICA
Uso subcutâneo, intramuscular, tópico...


BIOÉTICA
Medicina Fetal - Muito além do binômio


SINTONIA
Ressonância: Prêmio Nobel Magnetizado


DEBATE
Alimentos Transgênicos


450 anos de São Paulo
Pelas Ruas da Cidade


CONJUNTURA
Crianças trabalhadoras. Adultos desempregados


COM A PALAVRA
Duas Guerras


HISTÓRIA DA MEDICINA
O Código Sanitário de 1918 e a Gripe Espanhola


MÉDICO EM FOCO
Navegar é preciso


LIVRO DE CABECEIRA
Proust não é tempo perdido


CARTAS E NOTAS
Dr. Manoel (Dias) de Abreu e Dr. (Manoel de Abreu) Campanario


POESIA
Carlos Drumond de Andrade


GALERIA DE FOTOS


Edição 26 - Janeiro/Fevereiro/Março de 2004

PONTO DE PARTIDA

Entre os temas desta edição, detaca-se um debate sobre alimentos transgênicos

"Não confunda jamais conhecimento com sabedoria. Um o ajuda a ganhar a vida; o outro a construir uma vida" -  S. Carey

No exercício da Medicina, é comum o médico ser solicitado pelo paciente a ter uma posição a respeito de assuntos que, embora tenham uma relação indireta, ecoam na prática profissional. Um bom exemplo é o dos alimentos transgênicos, assunto polêmico da atualidade mundial, longe do consenso científico ou da normatização adequada, que possa dar segurança à tomada de posição do médico diante de seu paciente. Vive-se, então, o dilema da escolha, que inclui suas consequências. Se estas confirmarem-se negativas, com repercussões sobre a saúde humana, passa a ser um problema médico.

Nesta edição, apresentamos o tema Transgênicos em forma de Debate, no qual dois experientes profissionais da área biotecnológica colocaram suas teses em confronto, tornando transparentes as suas controvérsias. Sem entrar no mérito, consideramos que o debate melhora a representação dos diversos ângulos da questão, ajudando o médico a fundamentar seu julgamento. O contínuo debate é fundamental para subsidiar a escolha, tanto dos médicos como dos agentes transformadores da sociedade.

Outro tema que merece destaque é o da Medicina Fetal que, aliada à abordagem Bioética, concedeu ao feto o status de paciente. A humanidade evolui! Devido à natureza interativa da situação, uma discussão cada vez mais freqüente é a da relação médico-binômio (mãe/feto) e a médico-médico. Essas questões não podem ser esclarecidas e nem resolvidas sem o amparo da ética, das normas e leis vigentes e do conhecimento do ser humano.

Na prática médica, onde a complexidade das relações recíprocas apresenta-se com freqüência, cabe às instituições promover e dar aos profissionais os instrumentos necessários para evitar que caiam no jogo da condicionalidade. Nesse sentido, o ensino da Bioética nas faculdades de Medicina e demais áreas de saúde merece uma inserção mais qualitativa que estimule o exercício da crítica, da análise e da reflexão em nossos futuros médicos.

Outro ponto fundamental é a aprovação da Lei do Ato Médico que, entre os objetivos, pretende reduzir a distância entre as normas gerais e as circunstâncias em que a prática médica se concretiza. O Ato Médico busca alcançar um consenso estendido a toda sociedade, para que se possa amparar uma ação mais eficaz, competente, compartilhada com clareza com todos os profissionais da saúde.

Clóvis Francisco Constantino
Presidente do Cremesp


Este conteúdo teve 144 acessos.


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 9h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2019 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 453 usuários on-line - 144
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior