PESQUISA  
 
Nesta Edição
Todas as edições


CAPA

PONTO DE PARTIDA (pág. 1)
Dia do Médico: entidades se mobilizaram pela valorização da profissão


ENTREVISTA (pág. 4)
Acompanhe uma conversa informal com o artista plástico Guto Lacaz


SUSTENTABILIDADE (pág. 9)
Vem aí a nova Carteira de Identidade profissional em policarbonato, digital


CRÔNICA (pág. 11)
Texto de Tutty Vasques*, colunista do jornal O Estado de São Paulo


SINTONIA (pág. 13)
Séries exageram no conteúdo e na exposição, de médicos e pacientes


COM A PALAVRA (pág. 14)
Se você ainda não leu, veja o que está perdendo...


CONJUNTURA (pág. 18)
Para a secretária-geral da CNRM é preciso revisar os programas de ingresso na RM


DEBATE (pág. 22)
Psiquiatras avaliam o atendimento aos pacientes infratores


GIRAMUNDO (págs. 28/29)
Curiosidades da ciência e tecnologia, da história e da atualidade


PONTO COM (pág. 30)
Acompanhe as novidades que agitam o mundo digital


EM FOCO (pág. 32)
O compositor e pianista alemão sob a perspectiva da psiquiatria forense


GOURMET (pág. 35)
Dolma: dicas para a preparação de um prato tradicional da Armênia


CULTURA (pág. 36)
O acervo do Museu de Arte Sacra de São Paulo


TURISMO (pág. 42)
Muito além de suas famosas muralhas...


LIVRO DE CABECEIRA (pág. 47)
O vice-presidente da Casa recomenda: Steven Pinker


POESIA( pág. 48)
Roberto Perche: radiologista, poeta, escritor e contista


GALERIA DE FOTOS


Edição 53 - Outubro/Novembro/Dezembro de 2010

CRÔNICA (pág. 11)

Texto de Tutty Vasques*, colunista do jornal O Estado de São Paulo

O futuro é gordo!


Toda vez que um ídolo do futebol pisa na bola fora de campo, o mau exemplo é lamentado, em especial, pelo seu alcance na garotada que, quando crescer, quer ser igual ao craque de sua devoção. Casos de polícia à parte, tudo que ultrapasse as medidas do aceitável na vida de um grande jogador será sempre condenável, de cara, pela suposta influência negativa em canal direto com a juventude. Pode ser falar besteira em chat na internet, trocar três vezes de loura ou de carro numa única temporada, faltar a treinos matinais, cortar o cabelo moicano, frequentar boates, descuidar da silhueta...

Não sei como a imprensa ainda não pegou no pé do Ronaldo Fenômeno pela revelação que salta aos olhos nessa última pesquisa do IBGE sobre o estado nutricional da população: uma em cada três crianças brasileiras de 5 a 9 anos está, a exemplo do camisa 9 do Timão, acima do peso. Repara só na quantidade de meninos gordinhos batendo bola no playground do seu prédio!

Eles estão por toda parte, mas, contra a tese da influência de Ronaldo, deve-se dizer que os fofos não são, exclusivamente, pequenos corintianos. Segundo o IBGE, tem moleque palmeirense, são-paulino, flamenguista, colorado, vascaíno e até alguns que não ligam a mínima para futebol criando barriguinhas fenomenais país afora. O tal levantamento oficial divulgado dia desses em Brasília fala em “aumento explosivo” na frequência de sobrepeso e obesidade em idade infantil. Ainda que não se possa culpar ninguém diretamente por isso, o fato é que o Brasil está engordando a olhos vistos.

A despeito das milhares de magricelas inscritas no concurso Menina Fantástica, 20% dos adolescentes brasileiros estão com peso acima do padrão internacional estabelecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Na contramão do Faustão, metade da população adulta está de mal com a balança. Do jeito que o brasileiro está engordando, logo, logo o Fenômeno voltará a ser referência de boa forma física sem perder 1 kg sequer.

Ronaldo não tem, evidentemente, responsabilidade alguma pela barriga de ninguém que o mire como modelo de atleta. O que a pesquisa do IBGE traz à luz da reflexão é o fato de que o país inteiro está ganhando peso, mas o brasileiro só olha para o umbigo do Fenômeno. O cara é, sob este aspecto, mártir de uma era que está só começando: em 2016, segundo projeções extraoficiais, seremos um país de maioria gorda. Pense nisso antes de pedir o próximo cheeseburger com fritas, e vê se para de implicar com a pança do Ronaldo, ok?

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Só o que faltava!
De um cubano indignado com a decisão do governo de cortar os cigarros da lista de gêneros de primeira necessidade subsidiados à população: “Só falta nos proibirem de fumar!”

Topete novo
O mais revolucionário no tratamento capilar a que o bilionário Eike Batista se submeteu numa clínica especializada de São Paulo é a inversão de valores proposta no resultado: cabelo natural com aspecto de peruca, francamente, pra mim é novidade.

Sem apetite
Os japoneses inventaram o doce de arroz com feijão! Depois reclamam que o PIB da China está maior que o deles.

Garoto-propaganda
Muricy Ramalho disse a amigos que, se já estivesse usando a tal “pulseira quântica” quando foi convidado para assumir o comando técnico da Seleção Brasileira, muito provavelmente não teria renunciado ao cargo.

Pré-natal
Emerson Fittipaldi vive a expectativa da chegada de seu sétimo filho. Não sossega enquanto não fizer um sucessor que não deixe tudo que ele começou na Fórmula 1 acabar no Rubinho Barrichello.

*Tutty Vasques é colunista do jornal O Estado de São Paulo e escreve no endereço eletrônico blogs.estadao.com.br/tutty



Este conteúdo teve 131 acessos.


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 9h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2019 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 274 usuários on-line - 131
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior