PESQUISA  
 
Nesta Edição
Todas as edições


CAPA

PONTO DE PARTIDA (pág.1)
Renato Azevedo Júnior - Presidente do Cremesp


ENTREVISTA (págs.4 a 8)
James Drane


EM FOCO (págs.9 a 11)
Dormiu bem?


CRÔNICA (págs.12 a 13)
Tufik Bauab*


MÉDICOS NO MUNDO (págs.14 a 17)
Irène Frachon


DEBATE (págs.18 a 23)
Emergência e Regulação: novos desafios dos cursos de Medicina


SINTONIA (págs.24 a 27)
Novas práticas educativas no setor da Saúde


GIRAMUNDO (pág.28 a 29)
Curiosidades de ciência e tecnologia, história e atualidades


PONTO COM (págs.30 a 31)
Informações do mundo digital


HOBBY (págs.32 a 35)
Pediatra escala os maiores picos do mundo


HISTÓRIA DA MEDICINA (págs.36 a 38)
Especialidades médicas


LIVRO DE CABECEIRA (pág.39)
Por Bráulio Luna Filho*


CULTURA (págs.40 a 43)
Moacyr Scliar e Yann Martel


GOURMET (págs. 44 a 47)
Moqueca de camarão


FOTOPOESIA (pág.48)
Poesia anônima na capital paulista


GALERIA DE FOTOS


Edição 63 - Abril/Maio/Junho de 2013

PONTO DE PARTIDA (pág.1)

Renato Azevedo Júnior - Presidente do Cremesp

Movimento médico abre nova fase de diálogo com o governo federal

No dia 4 de abril, as entidades médicas foram recebidas pela presidenta Dilma Rousseff, em um encontro inédito, tanto pelo gesto de abertura de nova fase de diálogo com o governo federal quanto pelo conteúdo da conversa, que expôs propostas dos médicos para a saúde no Brasil.

Na reunião, as lideranças médicas trataram das condições precárias para o exercício da Medicina, das más condições de trabalho e remuneração, do ensino médico e da urgência da ampliação do financiamento público do Sistema Único de Saúde. As reivindicações constam da Carta Aberta (veja a íntegra no portal do www.cremesp.org.br) que entregamos à presidenta Dilma.

Na ocasião, o Cremesp e o CFM também levaram à presidenta os dois relatórios dos estudos Demografia Médica no Brasil, ressaltando a concentração dos médicos nos grandes centros e no setor privado, resultando em desigualdades de acesso da população à assistência. A partir da leitura dos dados, a intenção das entidades é que o governo reveja algumas propostas lançadas pelos Ministérios da Saúde e Educação, de abertura de mais escolas médicas, flexibilização da revalidação de diplomas de médicos formados no Exterior, dentre outras ideias de aumento do efetivo de médicos no País.

No encontro com Dilma, tivemos oportunidade de apresentar a experiência do Exame do Cremesp, quando ela mostrou-se surpresa com a reprovação de 46% dos egressos de escolas médicas, no primeiro ano em que a participação tornou-se obrigatória para a obtenção do registro profissional no Estado de São Paulo. Diante da situação, considerada alarmante, a presidenta propôs a criação de uma comissão para discutir o ensino médico no Brasil.

Os médicos têm propostas de soluções viáveis para a crise na saúde, e a presidenta os ouviu atentamente. A primeira delas trata de mais recursos federais para o setor, pauta do movimento Saúde + 10, que exige a destinação de pelo menos 10% das receitas brutas da União para o SUS. Foram destacadas também: a criação de uma carreira de Estado para os médicos do SUS, a começar pelos locais de difícil provimento de profissionais; a manutenção e o fortalecimento do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos (Revalida); a melhoria da formação médica e da oferta de vagas em programas de Residência Médica de qualidade e em número suficiente para todos os egressos.

Ao fim do encontro, foi externado o compromisso da presidenta Dilma de realizar encontros periódicos e de incluir as entidades médicas nas discussões, antes da adoção de medidas relacionadas aos assuntos tratados. É o caso da suposta “importação” de médicos estrangeiros, proposta sobre a qual discordamos. Além do seu valor simbólico, o encontro integra a atual fase do movimento médico, que tem demonstrado sua capacidade de unidade e de mobilização em prol da Medicina e da sociedade.

 


Este conteúdo teve 1805 acessos.


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 9h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2019 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 218 usuários on-line - 1805
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior