PESQUISA  
 
Nesta Edição
Todas as edições


CAPA

PONTO DE PARTIDA (pág.1)
Bráulio Luna Filho


ENTREVISTA (págs. 4 a 9)
José Cláudio Casali da Rocha


CRÔNICA (págs. 10 a 11)
Antonio Prata*


EM FOCO (págs. 12 a 15)
Lygia da Veiga Pereira


ESPECIAL (Pág. 16 a 29)
Ditadura (1964-1985)


GIRAMUNDO (págs. 30 a 31)
Medicina & Ciência


PONTO.COM (págs. 32 a 33)
Ciência no mundo digital


SINTONIA (págs. 34 a 37)
Emocional x Profissional


CULTURA (págs. 38 a 42)
Africa Africans


CARTAS & NOTAS (pág. 43)
Espaço dos leitores


GOURMET (Pág. 44 a 47)
Pão caseiro


FOTOPOESIA (pág. 48)
Alex Polari


GALERIA DE FOTOS


Edição 72 - Julho/Agosto/Setembro de 2015

GIRAMUNDO (págs. 30 a 31)

Medicina & Ciência

Lá também

A revelação de que os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDCs) recebem financiamento da indústria farmacêutica afetou a credibilidade da agência, que concentra todas as ações de saúde pública nos Estados Unidos. Em um artigo publicado na revista científica British Medical Journal, a editora Jeanne Lenzer aponta como essa relação pode ter afetado decisões da instituição. Entre as considerações emitidas pelo CDCs está uma orientação, feita em 2012, para que todos os nascidos entre 1945 e 1965 fossem testados para hepatite C. O problema é que, no mesmo ano, uma empresa farmacêutica que fabrica – vejam só – justamente kits de testes e tratamentos para hepatite C havia feito uma doação de US$ 600 mil à instituição.
 

Contra a seca, água do mar

A Califórnia é constantemente atingida por fortes secas. Para sanar esse problema, uma usina de dessalinização no valor de US$ 1 bilhão está em construção para transformar o oceano Pacífico em uma fonte diária de água potável. Porém, cientistas e grupos ambientais argumentam que com o retorno do período de chuvas, a usina que consome imensa eletricidade e emite dióxido de carbono – causa do aquecimento global, que afeta negativamente as reservas de água –, se tornaria obsoleta. A construção está em andamento e o funcionamento deve começar em novembro.
 

Melhor notícia

Apresentado como a “melhor notícia em décadas no combate ao Alzheimer”, um novo remédio foi apresentado nos EUA, em julho último. Segundo a Alzheimer Association, ele baseia-se em uma proteína produzida em laboratório – a solanezumab – que atua sobre as substâncias beta-amiloides, possíveis causa da doença. Informações: http://www.alzheimersanddementia.com/trci
 

Vacina contra o câncer de pulmão

Vacina contra o câncer de pulmão criada por cientistas cubanos será importada pelos Estados Unidos. O medicamento possibilita que o câncer, mesmo em estado avançado, converta-se em uma doença crônica controlável. Conhecida como CIMAVax-EGF, a vacina foi desenvolvida em Cuba em 2011, após 15 anos de pesquisas. A parceria foi acordada entre o Centro de Imunologia Molecular cubano e o Instituto Roswell Park contra o Câncer, de Nova York.
 

Energia solar em nova bateria

E se a energia solar pudesse ser armazenada em uma bateria de 130 cm, com capacidade de 10 mil quilowatts-hora (kWh)? Agora, ela pode, e é o bastante para manter uma casa de classe média alta acesa, por algumas horas. A inovação foi apresentada ao público norte-americano em Los Angeles, no começo de maio, por US$ 3.500. Criada por Elon Reeve Musk, a Powerwall é uma caixa discreta, que armazena a energia limpa e ininterrupta do sol. Com placas e baterias suficientes, uma casa poderia funcionar desconectada da rede elétrica, e, até mesmo, reinjetar a energia excedente no sistema público.
 

Envelhescência

Homens e mulheres que descobriram uma nova vida depois da aposentadoria, após a morte do companheiro ou quando perceberam que já não eram bons o suficiente para o que faziam até então, são retratados no documentário Envelhescência, o primeiro do cineasta Gabriel Martinez. O filme sugere uma nova perspectiva sobre o significado do envelhecimento em nossas vidas, em contraponto a quem o enxerga negativamente. Mais informações e o trailer do documentário: http://www.envelhescencia.com.br/
 

Sangue artificial

Os primeiros testes clínicos com glóbulos vermelhos produzidos em laboratório devem ser realizados em 2017, de acordo com previsão do Sistema de Saúde Nacional do Reino Unido. O desenvolvimento do sangue artificial, que é feito com células-tronco coletadas de doadores ou de cordões umbilicais, está sendo impulsionado pela organização devido à escassez de doadores e a necessidade de manter os estoques, por um preço aceitável. Esse é apenas o início de uma fase longa de testes, programada para cinco anos, com investimento de 12 milhões de libras (R$ 59 milhões). Vários outros países do mundo também desenvolvem técnicas parecidas. O grande desafio no momento é produzir sangue em larga escala.
 

Histórias da loucura

100 desenhos feitos por pacientes do Complexo Hospitalar do Juquery fazem parte da exposição Histórias da loucura: desenhos do Juquery, do Museu de Artes de São Paulo (Masp). As obras são da coleção pessoal de Osório César (1895-1979), fundador e diretor da Escola Livre de Artes Plásticas, que funcionou no hospital, entre 1956 e meados da década de 1970. A previsão é que a exposição fique no museu até o dia 11 de outubro de 2015.
 

Genética dos gêneros

É possível gerar um espermatozoide fora do ambiente do órgão reprodutivo masculino? De acordo com o estudo publicado na revista Science, liderado por Toshiya Nishimura e Minoru Tanaka, do Instituto Nacional de Biologia Básica, no Japão, é, sim, possível. A pesquisa foi feita com um tipo de peixe-arroz, conhecido como medaka, cujo gene denominado fox13 funciona como um “interruptor sexual”, decidindo o destino das células germinativas – que são inicialmente genéricas, mas durante o desenvolvimento do embrião se diferenciam para formar os gametas (espermatozóides ou óvulos). Os pesquisadores acreditam que haja um mecanismo similar ao fox13 no organismo humano.
 

(Colaborou: Rodrigo Carani)


Este conteúdo teve 1855 acessos.


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 9h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2019 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 204 usuários on-line - 1855
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior